Assinar Edições Digitais
Sociedade

Terceira fase de alteração de emissores da TDT arranca hoje e inclui o distrito de Leiria

Alteração é essencial para a instalação do 5G e está previsto que a ressintonia na região de Leiria se estenda até ao início de abril.

comando de televisão

A terceira fase da alteração da rede de emissores da TDT, essencial para o arranque do 5G, que envolve os distritos de Lisboa, Santarém, Leiria, Coimbra, Castelo Branco, Viseu e Setúbal, arranca hoje, 5 de março.

“A terceira fase da migração da rede de emissores da TDT [televisão digital terrestre] começa com a alteração do emissor de Cheleiros, em Sintra, e termina no dia 21 de abril, com o emissor de Piódão”, referiu a Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom) em comunicado divulgado na quarta-feira.

“Até dia 10 de março, o processo decorre em simultâneo com a alteração dos emissores da fase 2”, acrescentou, adiantando ainda que alguns emissores do distrito de Setúbal já foram alterados na fase 2.

A Anacom referiu que “nem todos os utilizadores de TDT serão abrangidos neste processo”, salientando que “as pessoas saberão que são abrangidas pela mudança se a sua televisão ficar sem imagem”.

No sexta-feira terá lugar a ressintonia dos emissores TDT de Vila Franca de Xira e, três dias depois, será a vez de Olivais e Montegordo (Vila Franca de Xira).

Em 10 de março, cabe a Alverca, Janas e Lisboa (Xabregas), sendo que um dia depois será a vez de Arruda dos Vinhos, Monsanto e Restelo (Lisboa) e Malveira.

Coruche e as zonas de Benfica e Castelo (Lisboa) e Torres Novas – Trancão verão os seus emissores serem ressintonizados em 12 de março.

A migração da faixa da TDT em Cascais está prevista para 18 de março, a de Sintra para dia 20 de março e Peniche para dia 25 de março.

Fátima e Alcobaça devem ser alvo de ressintonia em 1 de abril, Coimbra tem início em 6 de abril e Arganil em 20 de abril.

Esta terceira fase estará terminada em 21 de abril, com a migração das frequências em Alvôco das Várzeas e Piódão.

A atribuição das licenças de quinta geração (5G) será feita por via de leilão, sendo que as mesmas serão atribuídas até meados deste ano.

Consulte aqui a tabela detalhada de ressintonia divulgada pela Anacom.