Assinar Edições Digitais
Covid-19

Vizinhos em condomínio de Leiria combatem efeitos da “quarentena” com aula de Zumba nas varandas

Aula é pretexto para desanuviar, fazer exercício e conviver, mesmo estando fechados em casa.

Vários moradores de um condomínio de Leiria organizam aulas improvisadas de Zumba, nas varandas, para combater o isolamento e assegurar que o convívio é uma realidade.

No último sábado à tarde, vários moradores do condomínio fechado, de apartamentos, Vila Sobreiro, na Cruz da Areia, cidade de Leiria, mostraram que a necessidade de ficar em casa não obriga à reclusão radical.

Nuno Mendes, registou o momento em vídeo. Nuno é músico e mora em um dos apartamentos. Tratou de providenciar o sistema de som e uma vizinha, com conhecimentos na área do exercício físico, dinamizou a aula improvisada nas varandas.

Publicado por Nuno Mendes em Sábado, 21 de março de 2020

Este é um condomínio onde existe um grupo de vizinhos, amigos, que dinamiza algumas festas e iniciativas. Uma delas é homenagear os profissionais de saúde:  “combinámos que todos os dias, às 22 horas, vamos à varanda deixar uma salva de palmas a quem trabalha nestes dias difíceis”, explica Nuno Mendes.

A organização de iniciativas na varanda não se ficou, no entanto, por aí. No último sábado, “juntámos os vizinhos nas varandas, liguei uma coluna, a minha vizinha deu-nos as dicas [de exercício] e entretemo-nos, fizemos exercício, perdemos uns quilitos e desanuviámos”, explica.

A aula deverá repetir-se este sábado, cerca das 16 horas, afirma Nuno Mendes, que sublinha a importância da iniciativa para quebrar a rotina e ajudar a superar os dias seguidos de reclusão em casa.

Cerca de quatro dezenas de pessoas, explica, participam nas atividades que decorrem na varanda, incluindo a aula do último sábado: “são pais, filhos, elementos de toda a família”.

Assim, se no próximo sábado, a meio da tarde, ouvir uma música mais ritmada lá para os lados da Cruz da Areia, não estranhe. São os moradores do Condomínio Vila Sobreiro, a exercitar na varanda, fintando os constrangimentos trazidos pela pandemia.