“Este é o ano dos anos” começou por dizer Carlos Guerra, comandante distrital de Operações de Socorro (CODIS) de Leiria, esta manhã, na apresentação do Plano Operacional Distrital de 2020 para o combate a incêndios rurais.

A declaração feita, através de videoconferência, mostra a preocupação com aquilo que será o combate aos incêndios e a conjugação com as normas de segurança por causa da pandemia da covid-19.

“O grande desafio para 2020 é realmente esta convivência que vai ter de existir entre o que é o efeito da pandemia da covid-19 e aquilo que são as operações que terão de ser desenroladas por todos os operacionais”, explicou Carlos Guerra.

Este ano, as operações de combate aos incêndios terão de ter em conta dois aspetos diferentes da segurança dos operacionais. Por um lado, “a segurança física do combate que praticam todos os dias” e, por outro, “a questão da segurança sanitária”, acrescentou.

O comandante considera ainda que este ano vai ser exigido “um esforço a redobrar” aos operacionais que, “ao mesmo tempo que têm pela frente a missão de combate aos incêndios”, têm também de “salvaguardar a sua integridade física na questão sanitária”.

Uma das principais preocupações prende-se com a alimentação dos operacionais quando estiverem a combater incêndios. Carlos Guerra avançou que, na próxima segunda-feira, dia 18, haverá uma reunião com os serviços municipais e com os comandantes de bombeiros onde serão “avaliadas boas práticas”.

Já no final da apresentação, o comandante admitiu que este “é um problema muito grave que terá de ser resolvido” e apelou às juntas de freguesia e aos municípios que partilhassem as regras que já têm implementadas e outras que surjam.

“A segurança tem de ser sempre o nosso primeiro objetivo”, concluiu.

Depois da apresentação desta manhã decorrerá na próxima sexta-feira, dia 15, no Centro de Meios Aéreos de Porto de Mós, a apresentação do Plano de Operações da Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria (CIMRL).

A sessão conta com a presenta de Rui Teixeira, sargento-ajudante, que falará sobre o trabalho de fiscalização e vigilância da GNR e o comandante Carlos Guerra, que apresentará o dispositivo especial de combate a incêndios. Gonçalo Lopes, presidente da CIMRL, fará o encerramento da sessão.