Um homem de 28 anos foi detido pela GNR por suspeita de violar a companheira, num contexto de violência doméstica e prática de outras agressões, durante os dez meses em que viveram juntos, no concelho de Óbidos.

Segundo um comunicado do Comando Territorial de Leiria da GNR, “o suspeito violou, agrediu física, verbal e psicologicamente a companheira, de 38 anos”.

Os crimes foram cometidos “durante os dez meses em que viveram juntos, levando ao fim da relação, por iniciativa da vítima, no dia anterior à detenção, 10 de junho”, adiantaram as autoridades este sábado, dia 13, que atuaram “na sequência de uma denúncia por violência doméstica”.

“O suspeito não aceitou o fim da relação e aguardou que a vítima saísse do seu local de trabalho. Perseguiu-a, ameaçou-a e tentou que ela entrasse no seu carro, tendo-lhe roubado o telemóvel por não ter conseguido os seus intentos, tendo sido intercetado e detido pouco depois no Bombarral”, explica o comunicado.

O homem, detido pela GNR do Bombarral, constituído arguido e presente ao Tribunal de Alcobaça, que lhe decretou as medidas de coação de não permanecer e frequentar a residência e local de trabalho da vítima e não a contactar, por qualquer meio ou interposta pessoa, sendo controlado através de pulseira eletrónica.

O telemóvel da vítima foi recuperado e no seguimento das diligências policiais, que contaram também com a participação da GNR de Óbidos, foi apurado que o suspeito não tinha habilitação legal para conduzir.