Uma mulher de 72 anos, detida ontem em flagrante delito por violência doméstica sobre o marido, foi condenada esta quarta-feira a consulta psiquiátrica e a uma multa de 150 euros.

Segundo fonte da GNR, a mulher foi hoje presente ao Tribunal de Pombal, onde foi julgada em processo sumário, tendo sido condenada à obrigação de frequentar uma consulta psiquiátrica e a uma multa de 150 euros.

Foi ainda determinada a suspensão provisória do processo. Se a arguida reincidir, haverá reabertura do mesmo, explicou a mesma fonte.

Numa nota de imprensa, a GNR informa que, na sequência de uma denúncia por violência doméstica, os militares deslocaram-se de imediato para o local, apurando que a suspeita “agrediu física, verbal e psicologicamente o marido, de 74 anos, durante os últimos cinco anos da relação de 50, provocando-lhe intranquilidade, medo e ansiedade”.

“Já na presença dos militares da GNR no local”, a arguida, com antecedentes criminais pelo mesmo tipo de crime, “agrediu e proferiu ameaças à vítima, resistindo à detenção”.