O investimento público no Pinhal de Leiria foi quase 40 vezes inferior ao lucro obtido na exploração daquela mancha florestal, entre 2010 e os fogos de 2017.