Água, farinha, sal, fermento e algumas variações de recheio. Desde que as irmãs Santos-Rolnik têm registo de memória, a receita mais famosa de Itália integrou os momentos em família. “Nós comemos pizza desde sempre”, enfatiza Maria Carolina, apoiada nas recordações vividas numa das mais tradicionais pizzarias de São Paulo, no Brasil, onde nasceram. “Era todos os fins de semana”, completa Anna, afirmando que, sobretudo nas datas especiais, o disco de massa recém saído do forno era tradição.

Anos mais tarde, foi o nascimento dos filhos que encaminhou Anna até aos estudos sobre fermentação, hidratação e farinhas. Alimentar três herdeiros, também fãs de boa pizza, ficou caro e a então advogada foi à procura de formação para reproduzir em casa o que o paladar já estava habituado. O conhecimento foi tão significante que, após a mudança para Portugal, há dois anos, o hobby virou oportunidade de negócio. “Vamos profissionalizar essa história”, decidiu no verão de 2019. Nascia assim a nova pizzaria de fermentação natural de Leiria.

Anna, Sérgio Rolnik e Maria Carolina Santos respondem pelas confeções e gerência da nova pizzaria

Desde o dia 12 de maio, é na subida da fonte das três bicas, em Leiria, onde antes funcionou o café Toasty, que Anna, a irmã, e o marido, Sérgio Rolnik, põem no forno e preparam para entrega ou take away as receitas que inicialmente fizeram sucesso entre amigos.

Com o nome Pizzanna, o negócio nasceu durante a pandemia da Covid-19, mas em pouco tempo tem ganho fôlego com uma clientela variada: há desde brasileiros ansiosos por matar as saudades da popular pizza paulista até portugueses curiosos em provar uma confeção ainda pouco habitual em território nacional.

Feita com massa madre, a partir de uma combinação de farinhas italianas tipo 00 e integral e longos períodos de fermentação – entre 48 e 72 horas –, a pizza da marca é mais crocante e alveolada nas bordas, além de ter um tamanho único: 38 centímetros. O intuito, conta a pizzaiola, foi criar um “meio termo” entre a tradicional pizza napolitana – com menos recheio e massa mais elástica – e a que teve contacto desde criança. “É diferente”, tem consciência, assumindo que esse deve ser justamente o destaque da empresa.

Pela ementa de lançamento é possível pedir clássicos, como Marguerita e Pepperoni, mas também invenções como a Portuguesa, que traz um bacalhau com natas no recheio, e a Pasteleiro, uma versão doce à base de creme de baunilha, morangos e lascas de amêndoa. Ainda na secção de autor, está o sabor vegan, assinado por Vânia Fonseca, do restaurante Kukicha. Nesse último, um creme de pimentos é combinado com tofu, cebola, molho de soja e maionese de limão e ervas frescas.

Entre os 14 sabores de pizzas da ementa, dois são doces, a exemplo da chocolate com morango e amêndoas

“Está a ser uma experiência muito interessante”, considera Anna, sem descartar a possibilidade de, num futuro próximo, receber os clientes para consumo no local, através de um sistema especial de reservas. É para isso, inclusive, a mesa em madeira, de seis lugares, já instalada no fundo da loja.

Pizzanna

Rua Dr. António Costa dos Santos, 27C, Leiria (próximo da fonte das três bicas)
Funcionamento De terça a sábado, das 18 às 23 horas
Preço médio 12 euros
Take away 244 841 016
Delivery UberEats