Lugares marcados, compra antecipada de bilhetes, capacidade limitada a 250 pessoas, circulação condicionada ao uso de máscara. Com estas e outras condições, o Old Beach, na Praia Velha de S. Pedro de Moel, recebe sábado, 18 de julho, a festa Cultura ao Centro que quer ser exemplo de segurança.

“Porque a música eletrónica também é cultura” é lema do evento que junta à música, a performance e video arte e que pretende chegar a “público de todas as idades” com oferta “de qualidade”. Convocados estão dez djs: K.E.N.N.Y., Myro, Pedro Leitão, Luís Sousinha, Tomane, Aquino, Walter Vox, Rou-rik, The Guess e Capton. São eles que, com outros convidados – uma banda, vjs e mcs – vão animar o sábado entre as 16 e as 23 horas.

A organização está a cargo das promotoras Coimbra Calling, Noon Jacuzzi & Terrace, Myspace by ce, Jalsa, Música a Girar, Exit e Pull Recordins. Em conjunto, anunciam querer mostrar que é possível realizar eventos que “não ocorram de forma ilegal por todo o país”.

Cultura ao Centro pretende “sensibilizar os mais jovens para que iniciativas como as que se têm vindo a descobrir de forma ilegal não se repitam”, defendendo a organização que “ajuntamentos e eventos fora da lei sejam punidos”.

“Este evento será uma novidade, logo não temos base de comparação. Temos consciência que será um modelo para os próximos a realizar”, consideram os organizadores.

Os ingressos custam 10 euros e dão direito a lugares previamente marcados pela organização.