A conduta elevatória que esteve na origem da interdição da praia da Nazaré, no início do mês, vai ser substituída durante o próximo inverno, anunciou hoje a Câmara.

Os trabalhos vão incidir numa extensão de 500 metros e irão “duplicar a extensão da conduta bem como do sistema de bombagem, e alterar as caixas de visita dos coletores que afluem à estação”, refere um comunicado da autarquia.

A praia esteve interditada a banhos entre o dia 5 e o dia 7, na sequência de uma anomalia na conduta elevatória da Estação de Águas Residuais da praça Manuel Arriaga, que levou a que as análises à água revelassem valores microbiológicos acima dos parâmetros de referência.

No comunicado, a Câmara da Nazaré informa que, em conjunto com o Laboratório Globalab, tem estado a recolher com maior regularidade amostras de água do mar da Praia da vila em cinco pontos distintos, tendo as análises efetuadas nos dias 6, 10, 12 e 14 de agosto dado resultado de “qualidade excelente”.

Também a Agência Portuguesa de Ambiente realizou análises nos dias 5 e 12 de agosto, cujos resultados revelaram valores de qualidade excelente, conclui o comunicado.