Assinar


Ansião

Ansião, Figueiró dos Vinhos e Pombal querem valorizar “Territórios de Pedra”

Municípios pretendem desenvolver um programa cultural, tendo como foco a pedra enquanto elemento natural comum.

Vale do sicó

O município de Ansião, em parceria com Figueiró dos Vinhos e Pombal, apresentou candidatura ao Programa Operacional Regional do Centro 2020, com vista ao desenvolvimento de um projeto de cooperação para programação cultural em rede, designado “Territórios de Pedra”.

Numa nota de imprensa enviada à agência Lusa, o Município de Ansião refere que “os parceiros propõem-se desenvolver um programa cultural, com dinâmica alargada e multidisciplinar, tendo como foco a ‘pedra’ enquanto elemento natural comum e de importância económica e cultural aos três municípios, considerando-a como elemento aglutinador, distintivo e identitário dos territórios a intervencionar”.

“O projeto visa, assim, contribuir para a valorização do património cultural local e promover cruzamentos artísticos e linguagens criativas contemporâneas que se perpetuem na memória e aproximem as novas gerações, com o objetivo de maximizar a estratégia cultural, turística e de desenvolvimento territorial dos municípios parceiros, em que, para além do impacto cultural e artístico, promova também o acesso e fruição de bens culturais em territórios de baixa densidade, criando um novo circuito de visitação turística, que se pretende potenciar a partir de um conjunto de obras escultóricas, a desenvolver” no âmbito da iniciativa, explica a nota de imprensa.

A informação refere ainda que a implementação da operação tem um investimento de cerca de 300.000 euros.

O Município de Ansião assume o “estatuto de entidade coordenadora da rede” e, simultaneamente, de entidade beneficiária líder, responsável pela execução desta junto da Autoridade de Gestão.

Os municípios de Figueiró dos Vinhos e de Pombal “assumem o estatuto de entidades parceiras e cobeneficiárias, responsáveis pela execução das componentes que lhe estão atribuídas, no âmbito da implementação das ações previstas”, conclui a nota de imprensa.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.