Avelino Gaspar, presidente do conselho de administração do Grupo Lusiaves Fotos: Joaquim Dâmaso

O grupo espanhol Prisa vendeu 64% da Media Capital, dona da TVI, a vários investidores nacionais e entre eles está o Grupo Lusivaves, grupo económico de Leiria.

Segundo avança o jornal Expresso, o grupo irá deter 20% do capital.

Além do grupo Lusiaves, detido por Avelino Gaspar, também a família Serrenho, que controla a marca CIN, irá ficar com 10% do capita.

O capital da Vertix na Media Capital, revela o comunicado divulgado hoje pelo grupo espanhol Prisa no site do regulador do mercado espanhol, a CNMV, foi alienado por 36,85 milhões de euros.  

Os compradores não são identificados no documento, mas o jornal Expresso refere que além da Lusiaves e da CIN, também Tony Carreira, Pedro Abrunhosa e Cristina Ferreira passam a ser acionistas e juntam-se ao empresário Mário Ferreira que detém 30,22% do capital da TVI.

A Prisa, refere no comunicado, que “subscreveu hoje com vários investidores acordos independentes de compra e venda de acções da entidade cotada portuguesa Media Capital SGPS, que no conjunto representa a totalidade da participação accionista (64,47%) mantida pela Vertix na Media Capital”.

“Os acordos realizaram-se simultaneamente mediante transmissões independentes em bloco das ações por um preço total de 36,8 milhões de euros. Representa uma valorização implícita da empresa (enterprise value) de 150 milhões de euros e um bónus de 63% em relação ao preço por ação oferecido pela entidade Cofina na sua oferta pública voluntária sobre as ações da Media Capital, publicada no passado dia 12 de agosto”, refere o mesmo documento.

(Notícia atualizada em https://www.regiaodeleiria.pt/2020/09/empresa-de-paulo-gaspar-esta-entre-os-novos-acionistas-da-tvi/ com indicação do nome da empresa leiriense que passa a ser acionista. A empresa Triun SGPS não integra o grupo Lusiaves. Atualização às 19 horas do dia 4 de setembro de 2020).