Um homem de 48 anos de idade, detido em flagrante delito, vai aguardar em prisão preventiva o desenrolar do processo relativo à suspeita da prática de um crime de violência doméstica.

De acordo com a Procuradoria da Comarca de Leiria, até mesmo durante a sua  detenção, levada a cabo pela PSP de Leiria, o homem proferiu ameaças e ofensas verbais à sua companheira.

“O tribunal considerou encontrar-se fortemente indiciado que o detido, em julho e setembro de 2020, molestou física e verbalmente a vítima, sua companheira, inclusive proferindo ameaças e ofensas verbais em relação à mesma, na presença dos elementos da PSP que procederam à sua detenção”, avança a nota da Procuradoria ontem divulgada.

O arguido, já foi anteriormente condenado pela prática de crimes “de tráfico de estupefacientes, de consumo de estupefacientes, de ofensas corporais graves e de detenção de arma proibida”.

Apresentado a primeiro interrogatório judicial na última quinta-feira, “o juiz de Instrução determinou que o arguido aguardasse os ulteriores termos do processo em prisão preventiva”.

Ainda de acordo com a Procuradoria, esta investigação é dirigida pelo Ministério Público da Subsecção de violência doméstica da 2ª Secção do DIAP de Leiria, contando com a coadjuvação da PSP de Leiria.