Assinar Edições Digitais
Cultura

Annarella leva cinco bailarinos a competição internacional na Suíça

O Conservatório Internacional de Ballet e Dança Annarella Sanchez é a única escola a representar Portugal na competição.

Annarella e os cinco estudantes selecionados para o Prix de Lausanne Fotos: Conservatório Internacional de Ballet e Dança Annarella Sanchez

O Prix de Lausanne é “uma das mais prestigiadas” competições de dança do mundo e a próxima edição, em 2021, conta com cinco estudantes do Conservatório Internacional de Ballet e Dança Annarella Sanchez, em Leiria.

António Casalinho, Francisco Gomes, Giulio Diligente, Laura Viola e Maia Roberts rumam a Montreux, na Suíça, no início do próximo ano, para competir ao lado de 82 bailarinos de todo o mundo.

O conservatório de dança explica, em comunicado, que a organização recebeu 399 candidaturas, 318 de raparigas e 81 de rapazes, de um total de 43 países.

Os estudantes António Casalinho, Francisco Gomes e Laura Viola são “os únicos portugueses selecionados”, entre um total de seis candidaturas, avança a instituição.

Já Giulio Diligente é “o único italiano” entre 12 candidatos e Maia Roberts será “a única britânica” selecionada num total de nove candidaturas.

“Além disso, o Conservatório Internacional de Ballet e Dança Annarella Sanchez é a única escola a representar Portugal na competição”, acrescenta o comunicado.

A 49ª edição do Prix de Lausanne acontece entre 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021 em Montreux, Suíça. A competição destina-se a jovens bailarinos que queiram seguir uma carreira profissional de ballet clássico.