Valorizar o largo de acesso ao Castelo de Leiria com a criação de zonas de permanência e áreas verdes, reforço da iluminação e uniformização do pavimento são algumas das alterações que o Município de Leiria prevê implementar com a requalificação daquela zona da cidade.

Na terça-feira, em reunião de executivo, foi aprovada a abertura de um procedimento concursal, com o objetivo de proceder a arranjos no largo de S. Pedro, junto à esquadra da PSP, com um investimento total previsto de cerca de 970 mil euros.

“Com esta intervenção pretende-se tornar mais fácil o acesso ao largo e ao Castelo, devolvendo ao largo de S. Pedro uma imagem mais próxima do que se pensa ter sido a original, com aspeto medieval”, informa a autarquia em comunicado.

No projeto, está prevista a criação de áreas vocacionadas para a permanência no local, já que atualmente não existem bancos naquela zona.

A requalificação do largo abrange também a iluminação, “através da reabilitação das lanternas existentes e implantação de outras iguais”, bem como o aproveitamento do canteiro existente e plantação e alinhamento de árvores, nomeadamente ciprestes e tílias.

A intervenção (projeto que pode descarregar clicando no botão “descarregar” em baixo) vai ainda incluir a ligação do sistema de drenagem subterrânea à calçada de acesso ao Castelo, reduzindo-se, explica a autarquia, “o escorrimento superficial nesta zona e, consequentemente, no largo”.

Simultaneamente, os pavimentos, que atualmente são em calçada e alcatrão, serão uniformizados, “com a introdução de pavimentos mais nobres”.

Recorde-se que o monumento nacional se encontra atualmente encerrado devido a obras de reabilitação do Castelo e de instalação de acessos mecânicos ao monumento.

Segundo a autarquia, as obras no Castelo estarão concluídas em janeiro de 2021 e toda a intervenção está orçamentada em 3,8 milhões de euros.