Assinar Edições Digitais
Cultura

“Giró_questra” termina após três anos a dar música ao Bairro Social Cova das Faias

As crianças com idades entre os 8 e os 10 anos aprenderam a tocar maioritariamente instrumentos de sopro.

“É um projeto que marcará para sempre a vida destes pequenos músicos. Exemplo disso foram os dois espetáculos finais protagonizados por estes alunos, que evidenciaram o sucesso do projeto e espelharam o empenho e a alegria destas crianças nas suas conquistas musicais”, diz Vítor Lourenço, presidente do Orfeão de Leiria.

Ao longo de três anos, as crianças do Bairro Social Cova das Faias, em Leiria, foram desafiadas a aprender a tocar um instrumento musical, no âmbito da iniciativa “Giró_questra“.

O projeto inserido no “Giro Ó Bairro”, promovido pela InPulsar – Associação para o Desenvolvimento Comunitário -, chegou agora ao fim e foi celebrado com duas audições, onde as crianças foram o centro das atenções.

A primeira aconteceu a 10 de outubro, no auditório do Orfeão de Leiria – Conservatório de Artes (OLCA), e a última, no passado sábado, 24 de outubro, no bairro.

No momento “não faltou um animado repertório de fusão entre música cigana e música erudita ou de tradição europeia”, descreve o Orfeão de Leiria, em comunicado.

O “Giró_questra” teve como objetivo “promover o ensino da música e de um instrumento junto de crianças de etnia cigana”.

A cereja no topo do bolo seria a criação de uma orquestra juvenil com crianças do bairro e alunos de outras classes do Orfeão de Leiria.

A instituição avança, no comunicado, que pelo menos uma das crianças “manifestou já a intenção de prosseguir a aprendizagem de música” no Orfeão de Leiria.

Vítor Lourenço adianta que além dos alunos, “as próprias famílias reconheceram a importância deste projeto e o impacto que teve no desenvolvimento das crianças”.

No decorrer do projeto as crianças, com idades entre os 8 e os 10 anos, aprenderam a tocar maioritariamente instrumentos de sopro, e foram acompanhadas por professores da instituição.

O “Giró_questra” resulta de uma parceria entre a InPulsar e o Orfeão de Leiria, com o apoio da Câmara Municipal de Leiria e do Portugal Inovação Social.