Assinar


Sociedade

Distrito de Leiria sob aviso amarelo devido à chuva e vento fortes

A partir das 18 horas desta terça-feira, dia 15, o distrito está já sob aviso amarelo por causa da agitação marítima.

O distrito de Leiria volta a estar amanhã, quarta-feira, sob aviso amarelo devido ao agravamento das condições meteorológicas, de acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O alerta vigora entre as zero e as 6 horas do dia 16, devido à chuva persistente e “por vezes forte”, indica o IPMA na sua página de internet.

No mesmo período haverá ainda vento forte, com rajadas que poderão atingir os 80 quilómetros por hora, no litoral e nas terras altas.

Já a partir das 18 horas desta terça-feira, dia 15, o distrito está sob aviso amarelo por causa da agitação marítima.

Até às 21 horas de quarta-feira, as ondas estarão no sentido oeste/sudoeste, podendo atingir os 4 a 5 metros, e passarão gradualmente a ondas de noroeste.

A Autoridade Marítima Nacional (AMN) e a Marinha emitiram, na segunda-feira, dia 14, um comunicado conjunto onde alertam para o agravamento das condições meterológicas e de agitação marítima a partir de hoje e até às 12 horas de quinta-feira, dia 17.

As autoridades explicam que a ondulação “poderá atingir os 5 metros de altura significativa e 9 metros de altura máxima, com período médio a variar entre os 13 e os 15 segundos”.

Assim, apelam à comunidade marítima e à população em geral para que tenham “um estado de vigilância permanente no mar e nas zonas costeiras”.

“Os cuidados devem ser redobrados, tanto na preparação de uma ida para o mar, como quando estão no mar ou em zonas costeiras”, acrescentam.

A AMN e a Marinha recomendam que, sobretudo nas regiões costeiras de norte e centro do país se “evitem passeios junto ao mar, onde se destacam os molhes de proteção dos portos” e se “evitem passeios junto à orla costeira, nas arribas e nas praias, bem como a prática de atividades lúdicas nas zonas expostas à agitação marítima”.

É ainda “desaconselhada vivamente” a pesca lúdica, em particular junto a falésias e zonas de arribas nas frentes costeiras atingidas pela rebentação das ondas.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.