Assinar


Leiria candidata Vale do Lapedo a Marca do Património Europeu

Proposta encabeçada pelo Município de Leiria considera a importância do sítio para a história e para a integração europeia

O Vale do Lapedo, na freguesia de Santa Eufémia, em Leiria, é candidata a Marca do Património Europeu (MPE), anunciou hoje o município.

A cerca de dez quilómetros da cidade de Leiria, o local integra o Abrigo do Lagar Velho, onde em 1998 foi encontrado o chamado “Menino do Lapedo“, um esqueleto com cerca de 29 mil anos e se veio a revelar um achado marcante para a paleoantropologia mundial, por se tratar do primeiro enterramento Paleolítico escavado na Península Ibérica.

A par disso, a descoberta da criança veio comprovar a miscigenação entre ramos diferentes, nomeadamente o homem de Neandertal e Homo Sapiens.

A iniciativa de candidatura do Vale do Lapedo e do Abrigo do Lagar Velho a MPE integra a estratégia de Leiria para a “promoção da natureza pan-europeia ou transnacional” daquela zona, pela “importância para a história e a integração europeias”, realçando o município em comunicado a pertinência do local para “o desenvolvimento e a promoção dos valores comuns que sustentam a integração europeia”. 

A candidatura procura também, acrescenta ainda a Câmara Municipal de Leiria, ajudar a preservar e valorizar “os elementos de especificidade e de individualidade que são, afinal, a marca de identidade do Abrigo do Lagar Velho e esqueleto Lagar Velho I”, cuja importância e potencial “transcendem a nacionalidade, estabelecendo contactos definidores de uma cultura europeia”. 

A proposta apresentada pelo município de Leiria integra uma primeira fase de nomeados nacionais a MPE, conjunto que será analisado por um painel de especialistas independentes, sob coordenação da Comissão Europeia.

O Vale do Lapedo e o Abrigo do Lagar Velho têm desde 2012 estatuto de Monumento Nacional. Em abril deste ano, a Direção-Geral do Património Cultural pediu que o esqueleto do “Menino do Lapedo” e restantes artefactos arqueológicos associados sejam classificados como “tesouro nacional”. 

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.