Assinar Edições Digitais
Leiria

Chuva, apoios, buzinadelas e assobios na passagem de André Ventura por Leiria

O candidato esteve hoje na cidade do Lis para inaugurar a sede distrital, e para realizar um comício “drive-in”

Houve discursos, palavras de apoio, buzinadelas mas também apupos, assobios e chuva. Não faltaram ingredientes à passagem por Leiria do candidato presidencial André Ventura, esta tarde.

O candidato apoiado pelo Chega, partido da extrema-direita parlamentar que o próprio lidera, esteve na cidade do Lis para inaugurar a sede distrital, e para realizar um comício “drive-in”. A chuva foi companhia da campanha inscrita nas palavras do líder do Chega.  

“A chuva que cai hoje do céu é sinal de que somos, estamos e continuaremos abençoados e no caminho certo”, afirmou o candidato que usou um camião-palco.

Para além de apoiantes, acompanharam a ação alguns cidadãos que contestaram a presença de André Ventura.

“Estas eleições tornaram-se a eleição do Bem contra o Mal, dos portugueses de bem contra a minoria que pretende impor-nos as suas regras, a eleição dos portugueses que trabalham e pagam impostos e sentem, há 46 anos, que tudo é dado a alguns e tudo é tirado a quem contribui para Portugal”, referiu, segundo o relato da agência Lusa, o candidato.

Enquanto isso, tal como mostram as imagens, o comício automóvel substituía o trânsito naquela artéria da cidade que contava ainda com várias pessoas que contestaram o líder do Chega. E um dispositivo policial.

“À medida que gritam pelo país todo país – ‘racista’ e ‘fascista’ -, os subsídio-dependentes levarão de nós o mesmo ‘cartão vermelho’ que daremos a Marcelo Rebelo de Sousa e Ana Gomes”, referiu ainda André Ventura.

A Batalha foi ainda o destino da comitiva que, para o Mosteiro da Batalha, anunciou a realização de uma homenagem ao Soldado Desconhecido.

Com Lusa