Assinar


Nazaré

Novo Centro Escolar de Famalicão na Nazaré abre depois da Páscoa para 150 alunos

Construção do estabelecimento de ensino significou um investimento de 1,8 milhões de euros.

Novo Centro Escolar custou 1,8 milhões de euros Foto: CMN

O Centro Escolar de Famalicão, no concelho da Nazaré, deverá entrar em funcionamento após as férias da Páscoa, estimou o presidente da autarquia, que hoje anunciou a conclusão da obra de 1,8 milhões de euros.

O Centro Escolar de Famalicão “está concluído, devendo a sua entrada em funcionamento acontecer em breve”, divulgou a Câmara da Nazaré, no distrito de Leiria, num comunicado em que ressalva que “a transferência da comunidade educativa aguarda as indicações da tutela”.

À agência Lusa, o presidente da Câmara da Nazaré, Walter Chicharro, explicou que o edifício “será entregue à autarquia em fevereiro” e que o centro poderá abrir portas “assim que for concluído, por parte da DGEstE [Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares], a atribuição de um número de escola”.

A previsão de Walter Chicharro é de que “os alunos sejam transferidos após as férias da Páscoa, iniciando ali o terceiro período letivo”.

O Centro Escolar de Famalicão resulta de um investimento de 1.844.734,50 euros, dos quais 1.256.644,69 comparticipados por fundos europeus e 588.089,81 euros suportados pela Câmara.

O novo edifício irá integrar os cerca de 150 alunos (seis turmas) que frequentam, atualmente, as escolas do 1.º Ciclo do Ensino Básico de Famalicão, Raposos e Quinta Nova, e as crianças do Jardim de Infância de Famalicão.

O edifício, que completa o ciclo de construção de centros escolares nas três freguesias do concelho, conta com duas salas de atividade para o pré-escolar e quatro salas de aula para o 1.º ciclo do ensino básico.

Dispõe ainda de biblioteca; sala multimédia; secretaria; sala de professores; cozinha; refeitório; zonas de recreio (descoberto e coberto) e um campo de jogos exterior, tendo, ainda, acesso próprio ao novo Pavilhão Gimnodesportivo, paralelo ao edifício, lê-se no comunicado.

“A Câmara vai assumir a gestão direta da cozinha”, afirmou Walter Chicharro, sublinhando que “as crianças deixarão de ter de ser transportadas para o local de refeição, como acontecia até aqui”, o que se traduz em “ganhos de eficiência, segurança e poupança de custos em transportes e refeições”.

O novo centro escolar vai ainda “resolver a dispersão dos recursos educativos da freguesia” e contribuir para a promoção “da igualdade de oportunidades de acesso a espaços educativos de qualidade arquitetónica, funcional e ambiental”, bem como a “apoios coordenados para os diferentes grupos etários, nas áreas de alimentação, transportes, ação social escolar, educação especial, psicologia e orientação Educativa”, lê-se na mesma nota.

O novo equipamento possibilita ainda a reorganização do funcionamento do sistema educativo numa parte do concelho da Nazaré, “dando resposta às novas exigências do sistema educativo, o cumprimento dos objetivos da Carta Educativa do Município e a criação de igualdade de oportunidades no acesso a um ensino de qualidade às crianças da freguesia de Famalicão”, conclui a autarquia.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.