Assinar Edições Digitais
Pombal

Prisão preventiva para indivíduo detido por violência doméstica em Pombal

A vítima terá sofrido maus-tratos verbais, psicológicos e ameaças de morte durante e após o fim da relação

Um homem de 28 anos, detido esta terça-feira, em Pombal, por violência doméstica sobre a ex-companheira irá aguardar julgamento em prisão preventiva.

Uma investigação desenvolvida pelo Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) permitiu apurar que o suspeito “infligiu maus-tratos verbais, psicológicos e ameaças de morte, durante a relação de oito anos que mantinha com a vítima, sua companheira de 24 anos”.

Segundo refere a GNR de Leiria em comunicado, a vítima terá sido agredida fisicamente quando pôs termo à relação, tendo o suspeito continuado “a dirigir-lhe maus-tratos verbais, psicológicos e ameaças de morte”. Terá ainda “ateado fogo a dois veículos da vítima”.

O detido terá por outro lado violado a obrigação de permanência na sua habitação, a que estava obrigação por imposição de sentença judicial, e deslocou-se a casa da vítima “numa tentativa de lhe provocar medo e inquietação”, refere a mesma nota.

O detido, que tem antecedentes criminais por furto qualificado e condução sem habilitação legal, foi presente ontem, terça-feira, a primeiro interrogatório no Tribunal Judicial de Leiria, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.