Assinar


Sociedade

Cáritas de Leiria-Fátima adere à Semana Nacional com peditório online

A iniciativa de âmbito nacional começa este domingo e prolonga-se até 7 de março

A Cáritas de Leiria-Fátima adere até 7 de março à Semana Nacional da Cáritas, com a promoção do habitual peditório de verbas para fins sociais, que decorre pelo segundo ano consecutivo em formato digital.

Segundo a instituição, a iniciativa “reveste-se este ano de um peso especial”, devido ao contexto de pandemia de Covid-19 que deixou muitas famílias em situações difíceis, e pretende evidenciar a ação da Cáritas no combate à pobreza e exclusão social” sob o lema “Cáritas 65 Anos: O Amor que Transforma”.

Em 2020, a Cáritas Diocesana de Leiria registou 1.262 atendimentos na área social, correspondentes a 450 famílias, num total de 1.215 pessoas, contribuindo com o pagamento de despesas correntes, de saúde e medicamentos.

Através da sua loja solidária, prestou apoio a 190 famílias com distribuição  de vestuário e outros artigos para a casa.

Já a nível nacional, a Cáritas atribuiu apoios financeiros diretos no valor de 1,5 milhões de euros, a que se soma ajuda alimentar, de bens essenciais “e outras respostas sociais de emergência”.

Entre abril do ano passado e este mês, no âmbito do programa nacional “Vamos Inverter a Curva da Pobreza em Portugal”, foram apoiadas cerca de dez mil pessoas que viram os seus rendimentos afetados pela Covid-19, correspondentes a cerca de 10% do total de ajudas da rede nacional, adianta a Cáritas em comunicado.

Os principais motivos das situações de carência que levaram à intervenção da Cáritas prendem-se com a “redução significativa de rendimentos pela perda de posto de trabalho, ou por rendimentos insuficientes, seja salário ou reforma”.

A ajuda da Cáritas tem sido direcionada para “o pagamento de rendas de habitação, despesas de saúde e medicamentos e pagamento de despesas de eletricidade”, pormenorizou a organização humanitária.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.