Assinar
Pombal

GNR de Leiria detém homem de 65 anos por violência doméstica

Vítima, de 64 anos, saiu da residência e refugiou-se em casa de familiares, no concelho de Pombal. Agressor fica proibido de contactar com a vítima.

gnr

Durante 43 anos de relação como casal, o homem infligiu reiteradamente ameaças e maus tratos psicológicos e verbais à vítima, sua esposa. Na última quarta-feira, dia 24, o indivíduo, de 65 anos foi detido por violência doméstica, em Coimbra.

Na sequência de uma investigação por violência doméstica, situação que foi conhecida no início de março, os militares do Comando Territorial de Leiria, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE), apuraram que a relação do casal, que esteve emigrado durante muitos anos e se encontra em Portugal há vários meses, se agravou nas últimas semanas, o que levou a vítima, de 64 anos, a abandonar a residência, na zona de Coimbra, e a refugiar-se em casa de familiares, no concelho de Pombal.

“Não conformado com a saída da vítima da residência, o agressor ameaçou-a de morte, estendendo as ameaças aos familiares que garantiam a sua segurança”, explica a GNR, acrescentando que chegou a ser apresentada queixa junto das autoridades. “O indivíduo deslocava-se reiteradamente a Pombal e a vítima estava amedrontava e com receio”, disse ao REGIÃO DE LEIRIA o capitão André Gonçalves, da GNR de Leiria.

O indivíduo, com antecedentes criminais que decorreram foram do país, foi presente ao Tribunal Judicial de Leiria, tendo ficado sujeito “às medidas de coação de proibição de contactar a vítima por qualquer meio, proibição de frequentar a freguesia onde reside a vítima e apresentações”, uma vez por semana, no posto policial da área de residência.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.