Assinar
Marinha Grande

Movimentos testam união de facto para tentar presidência

MpM e +C formalizaram o acordo que une os dois movimentos e cria um novo: +MPM. Aurélio Ferreira foi confirmado como candidato à Câmara.

Somados, os votos que o Movimento pela Marinha (MpM)e o +Concelho (+C) conseguiram há quatro anos na corrida à presidência de Câmara da Marinha Grande, teriam assegurado a vitória.

Aurélio Ferreira (à esquerda) e João Brito formalizaram acordo na última segunda-feira

A margem seria curta, mas suficiente. Mas, em 2017, data das últimas eleições autárquicas, os dois movimentos independentes, nascidos quatro anos antes, concorreram em separado e a vitória foi socialista. Será que quatro anos depois, a união poderá alterar o desfecho das eleições?

Aurélio Ferreira do MpM e João Brito, do +C, estão confiantes que sim. Na última segunda-feira, junto ao Arquivo Municipal, formalizaram o acordo que une os dois movimentos e cria um novo: +MPM – Movimento Pelo Concelho.

A união de facto tem para já um acordo autárquico escrito que, assumem, começa agora a ser trabalhado. Limadas as arestas, há uma certeza: o candidato à Câmara é Aurélio Ferreira, que em 2017 foi cabeça de lista do MpM e um dos dois eleitos do movimento para o executivo.

Apostados em concorrer a todos os órgãos autárquicos em disputa no próximo outono, os responsáveis pelos movimentos que agora se uniram, centraram o discurso na necessidade de defesa dos interesses do concelho e na promoção da competência. “Independência”, “lealdade” e “capacidade de trabalho” são centrais, declararam.

Com as alterações legislativas que dificultam as candidaturas independentes como pano de fundo, Aurélio Ferreira – que preside à Associação de Movimentos Autárquicos Independentes (AMAI) – garantiu que esta candidatura é irreversível.

Quanto ao posicionamento ideológico do novo movimento? Nele é possível encontrar elementos que vão desde o Bloco de Esquerda ao CDS, explicou Aurélio Ferreira. “É uma ideologia marinhense”, especificou João Brito.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.