Assinar
Alvaiázere

Jovens criam plataforma para pôr Pinhal Interior no mapa

Reconhecendo que é uma zona “desfavorecida”, jovens acharam que seria útil haver um espaço que não correspondesse à lógica “tribal das juventudes partidárias”.

São quatro jovens de Alvaiázere e Castanheira de Pêra e criaram uma plataforma para discutir questões relacionadas com a zona da qual são naturais: o Pinhal Interior.

O primeiro passo deste movimento que, por economia de meios e tempo, foi lançar um podcast, explica ao REGIÃO DE LEIRIA António Santos, que, com Catarina Oliveira, Paulo Carvalho e João Rodrigues, fundou a plataforma Interior com Voz(s).

“Foi uma ideia simples que tivemos em conjunto. Achámos que seria necessário criar uma plataforma totalmente independente para discutir sobre a nossa região”, diz António Santos, de 30 anos e natural de Alvaiázere.

Reconhecendo que é uma zona “desfavorecida”, acharam que seria útil haver um espaço que não correspondesse à lógica “tribal das juventudes partidárias” que acaba por “ser contraproducente para a boa gestão” do Pinhal Interior”, refere o jovem que é licenciado em Estudos Europeus pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e mestre em Economia Monetário e financeira pelo ISCTE, também em Lisboa.

O primeiro episódio foi lançado no final de março e debruçou-se sobre a APIN, empresa intermunicipal recentemente criada para gerir águas e resíduos de vários municípios do Pinhal Interior, mas que acabou alvo de contestação pelos aumentos das tarifas.

São estes os temas que este podcast quer abordar, explica António Santos: relacionados com desenvolvimento regional, mas também com sustentabilidade.

Grupo lançou podcast com periodicidade mensal

“O que queremos”, diz, “é combater a desinformação e tentar garantir isenção e a qualidade” na informação que é tratada. Cada tema é selecionado pelo grupo de quatro coordenadores e depois discutido com um painel de oradores residentes, que é composto por jovens oriundos de vários concelhos do Norte de Leiria.

“Além do podcast podemos fazer mais coisas”, afirma o coordenador. Mas a falta de meios faz com que, para já, o foco esteja no podcast que é produzido mensalmente.

O último episódio, foi lançado esta quinta-feira e tem como tema a transição verde no Pinhal Interior, olhando para o plano de recuperação que foi lançado na ressaca dos incêndios de 2017 mas também para a forma como este território pode ser afetado ou aproveitar o Plano de Recuperação e Resiliência. O convidado é o presidente da Florestgal, José Miguel Medeiros.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.