Assinar
Nazaré

Mulher condenada em multa de 400 euros por captura de meixão na Nazaré

Valor do meixão no mercado paralelo pode chegar aos 200 euros o quilo.

Uma mulher, de 37 anos, foi condenada pelo Tribunal da Nazaré ao pagamento de uma multa de 400 euros, pela prática de um crime de danos contra a natureza.

O Juízo de Competência Genérica da Nazaré aplicou à mulher uma pena de 80 dias de multa, à taxa diária de cinco euros, por considerar provado que a mesma capturou, “com recurso a um capinete, nas águas do rio Alcoa, na Nazaré, 25 exemplares de enguia juvenil ou meixão”, publicou, esta quarta-feira, o Ministério Público na sua página na internet.

Os peixes, considerados espécie protegida, foram capturados “vivos, medindo cerca de oito centímetros cada”, refere a mesma página, acrescentando que o quilo de meixão é vendido, no mercado paralelo, a cerca de 200 euros o quilo.

A sentença hoje tornada pública foi proferida em 22 de abril e ainda não transitou em julgado.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.