Assinar
Ansião

Freguesia de Chão de Couce alerta para o encerramento da extensão de saúde e para a falta de recursos em Ansião

A Junta e a Assembleia de Freguesia de Chão de Couce já apelaram à intervenção da direção ACES Pinhal Interior Norte para que a extensão funcione regularmente.

Placa sinaliza um centro de saúde

Foi numa carta dirigida ao diretor executivo do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Pinhal Interior Norte que a Assembleia de Freguesia de Chão de Couce “manifestou preocupação” pela falta de recursos humanos nas extensões de saúde locais.

No documento aprovado por unanimidade na reunião de 19 de junho, a Assembleia explica que a extensão do Centro de Saúde de Chão de Couce esteve encerrada “durante as últimas quatro semanas” devido à baixa médica do enfermeiro, não tendo sido possível constituir a equipa completa, composta por médico, enfermeiro e administrativa.

A médica foi deslocada para a extensão do Centro de Saúde de Avelar, acrescenta, referindo ainda que a enfermeira colocada em Avelar “também se encontra de baixa médica” pelo que as duas extensões de saúde estão com equipas incompletas.

O encerramento da extensão do Centro de Saúde de Chão de Couce tem originado “diariamente manifestações de desagrado e preocupação dos utentes”, que chegam à junta de freguesia, até porque “se trata, na sua maioria de uma população envelhecida, sem transportes próprios e sem uma rede de transportes públicos que permita a sua deslocação para Avelar”.

Na mesma carta, a Assembleia de Chão de Couce, que subscreve a posição da Junta, afirma não se compreender, nem aceitar que “estando as duas extensões de saúde incompletas, o seu funcionamento, diário ou semanal não seja efetuado de forma alternada”.

O documento apela à direção do ACES Pinhal Interior Norte para que “sejam tomadas as diligências necessárias” para que a extensão de saúde de Chão de Couce “funcione regularmente”.

Deputados do PSD alertam ministra da saúde

Deputados do PSD questionaram a ministra da Saúde, Marta Temido, sobre a falta de recursos humanos em extensões de saúde do concelho de Ansião, no distrito de Leiria.

Numa pergunta entregue na Assembleia da República e dirigida à ministra da Saúde, os cinco deputados do PSD eleitos pelo círculo de Leiria referem que “a extensão de saúde de Chão de Couce nas últimas quatro semanas tem estado encerrada”.

“Esta situação tem sido recorrente nos últimos meses, não só em Chão de Couce, como noutras extensões de saúde, o que tem causado muitos constrangimentos e um constante adiar da marcação de simples consultas, com consequências graves para o acesso dos utentes aos serviços básicos de saúde”, adiantam os parlamentares.

Segundo os sociais-democratas, “os utentes veem-se, frequentemente, confrontados com a necessidade de terem de se deslocar para outras freguesias, para poderem aceder a uma consulta, muitas vezes não possuindo transportes próprios ou acesso a transportes alternativos”.

“Com a agravante de a população estar bastante envelhecida e com patologias graves associadas a esse facto”, salientam, considerando que “a falta de recursos humanos para assegurar estes serviços de proximidade é gritante e coloca em causa a manutenção de todos as extensões de saúde do concelho de Ansião”.

Para os deputados Hugo Oliveira, Margarida Balseiro Lopes, Pedro Roque, Olga Silvestre e João Gomes Marques, é “incompreensível que se mantenha esta situação”, num concelho “disperso, marcado pelo envelhecimento da sua população, sendo a saúde uma área prioritária para garantir a qualidade de vida e o bem-estar dos cidadãos”.

Da ministra da Saúde, os parlamentares querem saber se vai “garantir aos serviços competentes dotação para colmatar as falhas apontadas, nomeadamente a contratação de recursos humanos”, e se “vão ser contratados mais profissionais de saúde para estas extensões de saúde”.

Os deputados querem ainda saber se Marta Temido assume que “os utentes destas unidades de saúde continuem a ser prejudicados” ou se “vai intervir para repor a normalidade”.

RL com Lusa

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.