Assinar
Autárquicas 2021

Líder da Iniciativa Liberal diz que Leiria pode ser “farol do liberalismo em Portugal”

João Cotrim de Figueiredo elogiou os candidatos que, em Leiria, “tiraram o ‘rabinho do sofá'” para “tornar Portugal um país mais liberal”.

A Iniciativa Liberal apresentou os candidatos ao concelho para as próximas autárquicas sob o mote “Por Leiria mais liberal”

O presidente da Iniciativa Liberal (IL) considerou este sábado, 19 de junho, que Leiria pode ser “um farol do liberalismo em Portugal” depois das próximas autárquicas.

João Cotrim de Figueiredo, que participou remotamente na cerimónia de apresentação dos candidatos da IL para o concelho de Leiria e para a União de Freguesias de Leiria, Pousos, Barreira e Cortes por estar retido – “sou um dos prisioneiros da cerca sanitária [na Área Metropolitana de Lisboa]”, lamentou -, lembrou a história e a dinâmica empresarial para sublinhar a “particular importância” de Leiria para o movimento.

“A cidade teve foral antes de Portugal existir”, enalteceu, elogiando ainda que “ano após ano, década após década” o facto de Leiria “funcionar como um motor da economia na região centro e em boa parte da economia do país”, disse aos presentes na cerimónia que teve lugar na NERLEI.

“Dada sua localização ímpar, dada a sua história, dada a qualidade das pessoas e a iniciativa que têm tido, é um concelho no qual tenho a certeza que os ideais liberais vão ter eco e conseguir atrair pessoas”, prognosticou.

Cotrim de Figueiredo agradeceu a Marcos Ramos a ação à frente do núcleo da IL em Leiria e a candidatura à Câmara Municipal e deixou um elogio aos candidatos à Assembleia Municipal e União de Freguesias de Leiria, Pousos, Barreira e Cortes, Telmo Marques e João Machado, respetivamente, por serem “exemplo dos liberais que tiraram o ‘rabinho do sofá’ e foram fazer a luta do liberalismo na rua, junto das pessoas”, para “tornar Portugal um país efetivamente mais liberal”.

Antes, o candidato à Câmara de Leiria criticou o atual executivo por ter transformado a cidade “num estaleiro de obras” nos últimos dois anos, entendendo Marcos Ramos tratar-se de “uma campanha eleitoral antecipada e prolongada”.

“Há quem queira uma Leiria nova; nós queremos uma Leiria de sempre, um concelho para todos e para cada um de nós”, disse, criticando responsáveis autárquicos que “atiraram dinheiro para cima dos problemas”. Em alternativa, promete um programa assente na “transparência, envolvimento social e cooperação, desburocratização, inovação e sustentabilidade”.

Já o nº1 à Assembleia Municipal de Leiria, Telmo Marques, admitiu que, se for eleito, o seu contributo “pode ser pequeno”, mas anseia “fazer o que sinto que nunca fizeram por mim, que é ser representado”:

“Pretendo vir representar-vos e não governar-vos”, disse, dirigindo-se aos presentes na sala. “Estamos fartos de governação, queremos representação. Aceitei este convite porque sou cabaz de vos ouvir e capaz de vos representar”, reforçou.

João Machado, candidato à Assembleia de Freguesia de Leiria, Pousos, Barreira e Cortes, prometeu contribuir para fazer “o melhor para tornar Leiria mais liberal”.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.