Assinar
Cultura

Pombal ouve Med 7Sóis Orkestra no arranque do festival Sete Sóis Sete Luas

Este sábado há música do Mediterrâneo e do mundo lusófono no Jardim do Cardal: é o primeiro momento da programação que se estende até 5 de setembro.

O festival Sete Sóis Sete Luas chega no sábado, 26 de junho, a Pombal, com concerto da Med 7Sóis Orkestra, e prossegue até 5 de setembro com oito propostas do Mediterrâneo e do mundo lusófono.

No Jardim do Cardal, às 22 horas, a orquestra formada por músicos de Itália, Eslovénia e Ilha Reunião e dirigida pelo português Diogo Clemente, vai revelar pela primeira vez em Portugal a criação sinfónica multiétnica preparada para esta 29.ª edição do festival, “um surpreendente som mediterrânico, fresco, imediato e ao mesmo tempo cheio de ecos distantes”, sublinha o município de Pombal.

A entrada é livre, mas carece de reserva, que pode ser feita aqui.

O festival chega a 35 cidades do Brasil, Cabo Verde, Croácia, Eslovénia, Espanha, França, Israel, Itália, Marrocos, Portugal, Tunísia e Turquia.

Em Pombal, o programa prosseguirá no início de agosto com a realização de uma obra de ‘street art’ pelo cabo-verdiano Tutú Sousa e com o espetáculo de bicicleta acrobática de Jessica Arpin, no dia 7 de agosto.

Sempre ao ar livre, atuam em Pombal Gwendoline Absalon, da Ilha Reunião, e Santo Antão 7Sóis Band, de Cabo Verde, no dia 14 de agosto, e o ‘clown’ espanhol Jango Edwards, em 20 de agosto. 

Em 21 de agosto, há flamenco com Ana Gonzalez y su Gente, da Andaluzia, Espanha, e em 28 de agosto há música da Calábria, com os italianos Parafoné.

A fechar a programação principal para Pombal, em 5 de setembro atua o Med Arab 7Sóis Ensemble, constituído por músicos da Córsega, Espanha, Grécia, Marrocos e Portugal, com a presença especial do guitarrista Ricardo Silva, de Pombal.

Em paralelo, há concertos Sete Sóis Sete Luas em oito lares de freguesias do concelho de Pombal, mas exclusivos para os utentes.

Toda a programação para Pombal pode ser consultada aqui.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.