Assinar
Batalha

Câmara quer ser dona de pecuária para a poder encerrar e criar parque verde

“Já tivemos um primeiro contacto com o proprietário da pecuária, com resultados positivos e estamos confiantes da possibilidade de um bom acordo para a autarquia”, assegura presidente da Câmara da Batalha

Uma exploração pecuária, instalada junto ao rio Lena, atualmente sem atividade, pode vir a ser propriedade do município da Batalha. É a própria autarquia que anuncia estar a tentar essa aquisição. Segundo o município, existe a possibilidade de aquela exploração retomar a atividade, algo que os responsáveis autárquicos não querem ver concretizado.

“Já tivemos um primeiro contacto com o proprietário da pecuária, com resultados positivos e estamos confiantes da possibilidade de um bom acordo para a autarquia, mas sobretudo será uma oportunidade de colocar um ponto final num processo de risco ambiental que tem décadas”, aponta Paulo Batista Santos, presidente da Câmara da Batalha, numa nota divulgada na última terça-feira.

Segundo a autarquia, o executivo municipal foi unânime em, na última segunda-feira, mandatar o presidente da Câmara para “desenvolver as ações necessárias para a concretização da aquisição”.

Caso seja adquirida, a exploração pecuária, na Batalha, dará lugar a um novo parque verde, “com uma estimativa de investimento a rondar os 150 mil euros, acrescidos do valor de aquisição da exploração pecuária”, explica a autarquia.

Segundo a Câmara da Batalha, existe a “intenção de reabertura” da pecuária, situada na zona do Crasto, junto ao rio Lena e “cujo licenciamento está a ser analisado positivamente pela Direção Regional de Agricultura”.

Uma possibilidade que “conhece a oposição da Câmara”. A decisão de aquisição “será também um derradeiro recurso para impedir um novo risco ambiental pela retoma de uma suinicultura sem a adequada valorização ambiental”, reforça.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.