Assinar
Música

Associação de Filarmónicas de Leiria prepara edição especial dedicada a Alfred Reed

A nova edição tem saída prevista para o final de setembro e envolveu, entre outros, elementos das 11 filarmónicas do concelho.

O compositor norte-americano Alfred Reed inspira o segundo número da coleção de cadernos que a Associação de Filarmónicas do Concelho de Leiria está a construir

Meia centena de músicos profissionais das 11 filarmónicas do concelho de Leiria lançaram mãos à obra na semana passada: sob orientação de Alberto Roque, gravaram no Teatro José Lúcio da Silva o segundo “Caderno Filarmónico”, este dedicado a Alfred Reed (1921-2005), “um daqueles compositores incontornáveis quando se fala de música para agrupamentos de sopros, quer sejam bandas profissionais, bandas filarmónicas ou ensembles de sopros mais camerísticos”, explica o maestro.

Reunidos no Ensemble de Sopros da Associação de Filarmónicas do Concelho de Leiria (AFCL), com alguns músicos convidados, 49 executantes interpretaram obras de Reed, de quem se comemora este ano o centenário do nascimento. Autor de obras famosas como “El Camino Real”, “Armenian Dances (Part I e II)” ou “Russian Christmas Music”, o compositor tem também um conjunto de títulos menos difundidos e são precisamente esses – dos quais existem poucas gravações comerciais – que vão constar no novo “Caderno Filarmónico” promovido pela AFCL.

Alberto Roque conta que o trabalho foi “muito exigente e intenso”, desejando que tenha honrado a música de Alfred Reed. “Estamos muito optimistas quanto ao resultado final pois todo o agrupamento esteve muito motivado nestas gravações e essa boa energia será certamente sentida no resultado final!”.

Com lançamento previsto para os últimos dias de setembro, o caderno dedicado a Reed gera alguma expectativa a Alberto Roque. É que depois da elevada aceitação da edição de estreia da AFCL, dedicada a Beethoveen, acredita-se que este “poderá ter ainda mais procura”, porque “a música para sopros de Alfred Reed é muito mais conhecida do que aquela que gravámos de Beethoven”, muito mais famoso pelas sinfonias e pela música para piano.

“As obras de Alfred Reed irão certamente atrair muitos músicos das bandas filarmónicas da nossa região e outras nacionais que, com este caderno em português, têm agora a possibilidade de aprofundar os seus conhecimentos sobre este compositor e a sua vasta obra”, frisa o maestro.


Neste novo projeto da AFCL participou também Bruno Madureira, clarinetista e investigador doutorado em Estudos Artísticos pela Universidade de Coimbra, responsável pela elaboração do texto. “A sua colaboração vem, sem dúvida, dar imensa credibilidade a este novo caderno dedicado a Alfred Reed”, conclui Alberto Roque.

Guido Segers em Leiria

O trompetista principal da Orquestra Filarmónica de Munique, o Guido Segers, esteve em Leiria para orientar uma materclasse, por iniciatiava da AFCL e do Ensemble de Metais de Leiria.

Este sábado, 21 de agosto, encerra o músico belga encerra a sua presença em Leiria com um concerto com o Ensemble de Metais de Leiria na Igreja de São Francisco, em Leiria, a partir das 15h30.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.