Assinar
Música

Cantigas de Alfonso X e histórias míticas de Leiria juntas em disco

TWB Ensemble lança “Leyriath, of music and legends”, que dá a ouvir um cancioneiro com 800 anos e as narrativas mitológicas criadas a partir do conhecimento folclórico, histórico, geográfico e ancestral de Leiria.

Ricardo Alves Pereira e Esin Alves Pereira lançam “Leyriath, of music and legends” Foto: CordaSonora

Há cerca de 800 anos, o avô de D.Dinis escreveu “Cantigas de Santa Maria”. Esse cancioneiro assinado pelo rei de Castela e Leão, Alfonso (ou Afonso) X, sobreviveu até hoje, tornou-se famoso e ganha nova vida num disco acabado de lançar por TWB Ensemble, agrupamento de música antiga que junta o guitarrista e investigador leiriense Ricardo Alves Pereira e a intérprete e escritora Esin Yardimli Alves Pereira.

“Leyriath, of music and legends” (disponível no Spotify) cruza a música de Alfonso X com os manuscritos de Leyriath, que resultam de uma investigação que a dupla tem desenvolvido e contêm “histórias mitológicas espalhadas por localizações geográficas dentro e ao redor da região de Leiria”, explica o músico.

A partir de factos históricos, mas também de mitos e lendas deste território, Ricardo Alves Pereira constrói histórias que são narradas (em inglês) no final do álbum, lançado em julho pela CordaSonora, editora e produtora dirigida por ambos. “Como exemplo, uma destas lendas tem o seu foco nos rios Lis e Lena”, avança.

Alfonso X ficou famoso enquanto poeta e trovador, mas também como mecenas. Um exemplo que TWB Ensemble quer também celebrar. “Ele conta-nos que a arte era apoiada há 800 anos. Ele diz-nos que a música era o meio pelo qual as histórias eram contadas e que nada de verdadeiro valor será esquecido”. Defensor da arte, ciência e literatura, o exemplo deste rei é ainda hoje “inspiração e esperança”: “‘Queimem velhas madeiras, leiam velhos livros, bebam velhos vinhos, tenham velhos amigos’. Foi o que ele disse outrora e com esse lema nos identificamos”, frisa Ricardo Alves Pereira.

As primeiras semanas de “Leyriath, of music and legends” são animadoras: desde 15 de julho, estão contabilizadas mais de 17 mil audições. “Até agora, todos os nossos sonhos têm-se tornado realidade e estamos muito agradecidos por isso”.

O disco reflete “o trabalho árduo”, mas também “as nossas emoções, e coragem em partilhar as nossas vulnerabilidades”. A dupla, atualmente a residir no Porto, deseja que o interesse pelo trabalho de ambos cresça ainda mais, levando longe a memória de Alfonso X e a mitologia das histórias de Leyriath, ligadas a Nunium, “uma pessoa equiparada a Merlin”, diz Ricardo, levantando um pouco a ponta do véu:

“Pelas próximas semanas iremos publicar algumas destas histórias em várias plataformas online para os leitores curiosos descobrirem mais sobre Leyriath”.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.