Assinar
Sociedade

João Paulo Félix está a correr o país em defesa dos direitos das crianças

O atleta já completou 2.027 km do total de 2.222 km distribuídos por 40 etapas. A Volta termina na próxima segunda-feira em Caldas da Rainha.

O atleta João Paulo Félix é motivo de destaque em todo o país. Porquê? Porque está a dar a volta a Portugal a correr, em prol dos direitos das crianças. E Leiria está na rota deste atleta.

A Volta a Portugal a Correr 2021 começou a 15 de julho e está quase a terminar. Esta sexta-feira, João Paulo Félix completou a etapa 37 – de 40 etapas – entre a Figueira da Foz e Leiria. O corredor chegou à Câmara de Leiria depois das 15 horas e foi recebido pelo vereador Carlos Palheira, por elementos da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Leiria e alguns apoiantes.

Com 2.027 km já percorridos nesta Volta, João Paulo Félix sente-se “muito feliz”. “Tem sido um trabalho árduo, mas bastante recompensador pelo êxito e recetividade que está a ter”, sublinha.

Desde que a iniciativa começou, o número de apoiantes tem aumentado, desde corredores, ciclistas, entidades e pessoas a partilhar o evento nas redes sociais. “Está a ser um sonho”, frisa João Paulo Félix.

Sociólogo de profissão e atleta de maratonas, João Paulo decidiu juntar as duas vertentes nesta segunda edição da Volta a Portugal a Correr. Há muitos anos que lida com crianças, “com vidas complicadas”, e considera que a corrida é um excelente veículo para “alertar, sensibilizar e envolver diferentes agentes na promoção dos direitos” deste grupo populacional.

Este sábado, pelas 6h30, o atleta partiu de Leiria rumo à Nazaré, terminando a Volta na segunda-feira, dia 23, na Praia da Areia Branca, em Caldas da Rainha. Nessa altura, o atleta terá percorrido 2.222 km com uma média diária de 55 km. Mais um desafio que junta ao currículo, sendo que João Paulo já correu mais de 9 mil km em provas oficiais e sob a bandeira de causas sociais.

Habituado ao ritmo, explica que a Volta de 2021 em defesa dos direitos das crianças não termina aqui. A 28 de novembro, a corrida continua fora do continente: a iniciativa vai até aos arquipélagos da Madeira e dos Açores.

A terceira edição do evento também já está programada, arrancando a 1 de abril de 2022. E dessa vez, o sociólogo vai correr pela prevenção dos maus tratos.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.