Assinar
Cultura

“Isto não é um arraial de verão” estreia na Ilha com seis concertos

Labaq, Rapaz Improvisado, Cariño Muerto e 10 000 Russos são alguns dos artistas que marcam presença no novo micro festival este sábado e domingo.

A dupla Cariño Muerto abre “Isto não é um arraial” com uma sonoridade simultaneamente negra e alegre Foto: Cariño Muerto

Pop, indie pop, psicodélico e ambiental. A variedade de géneros musicais é o mote do micro festival “Isto não é um arraial de verão”, que anima o Parque de Lazer da Ilha, no concelho de Pombal, este fim de semana, dias 11 e 12 de setembro.

Organizado pela Associação Recreativa, Cultural e de Promoção Social (ARCUPS) da Ilha, aquele que – ao contrário da ironia do título – será de facto um arraial de verão surge da vontade em realizar um evento para substituir “Ti Milha”, festival impossível de concretizar devido à pandemia, explica João Galhardo, da organização.

Juntar artistas que, em termos estilísticos, “não se enquadram nos eventos” que a associação costuma dinamizar e apoiar a indústria musical da região são objetivos da iniciativa, sublinha.

O primeiro concerto está agendado para sábado, às 18 horas, protagonizado pela dupla Cariño Muerto, formada por Lorena Sequeyro, na voz, sintetizadores e efeitos, e João Delicado, na guitarra. Segue-se um momento de poesia acompanhado por acordes de viola, pelo coletivo de Leiria, Luz Clandestina.

Às 20 horas, é Left, projeto de António Graça, que anima o Parque de Lazer da Ilha, com temas eletrónicos entre o pop e o R&B. O dia termina com a música neo-psicadélica de 10 000 Russos, às 22h30. A banda do Porto faz uma paragem na localidade do concelho de Pombal antes de iniciar a digressão pela Europa.

Labaq, artista da produtora Omnichord Records, é um dos destaques do evento Foto: Labaq

No domingo, a programação inclui concertos de Rapaz Improvisado, de Pombal, e de Labaq, que integra o catálogo da produtora Omnichord Records, de Leiria. Mais tarde, às 21h30, há rock psicadélico na Ilha com a banda The Miami Flu.

Inicialmente, estava também previsto um momento de dança por Mariana Reis, mas devido a uma lesão da bailarina, o espetáculo não irá acontecer.

Pensado exclusivamente para dar vida ao verão de 2021, “Isto não é um arraial de verão” pretende ser uma edição única, adianta João Galhardo.

Os bilhetes para o evento variam entre 5 e 8 euros e estão disponíveis aqui. Devido à existência de lotação limitada, é necessário fazer reserva através do email arcups@gmail.com ou das páginas de Facebook e Instagram da ARCUPS.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.