Assinar
Ourém

Câmara de Ourém adquire sinagoga da vila medieval por 8.700 euros

Executivo quer tirar partido do crescimento do turismo judaico.

imagem do edifício da antiga sinagoga da vila medieval de ourém

A Câmara Municipal de Ourém aprovou a compra da sinagoga da vila medieval por 8.700 euros, na reunião da passada segunda-feira, 25 de outubro. A autarquia tinha em curso um processo de expropriação do imóvel que foi, entretanto, revogado por ter sido possível chegar a acordo com os proprietários.

A aquisição deste símbolo representativo da presença dos judeus em Ourém é uma aposta do executivo na linha do “grande crescimento do turismo judaico” em Portugal, noticiou o REGIÃO DE LEIRIA em setembro do ano passado.

Em nota de imprensa enviada esta terça-feira às redações, a Câmara reforça essa ideia, dando conta de que a compra vai permitir criar “condições para a preservação desta importante marca simbólica judaica que integra o património histórico disponível na Vila Medieval de Ourém e que poderá ser potenciada turisticamente no âmbito da Rede de Judiarias de Portugal”.

A mesma nota esclarece que “os vestígios da sinagoga da vila medieval encontram-se na rua D. Afonso IV Conde de Ourém e consistem numa fachada que apresenta um elevado risco de desmoronamento, colocando em perigo a circulação rodoviária e a integridade física de transeuntes e residentes”.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.