Assinar
Nazaré

Veleiro alemão encalha e afunda na Nazaré

No veleiro encalhado permanecia um tripulante de 69 anos de idade e de nacionalidade alemã. Foi resgatado com sucesso.

Com bandeira alemã, o veleiro transportava um tripulante que foi resgatado. Encalhou ontem à noite na praia. Este sábado, será elaborado um plano de reflutuação e remoção do veleiro

De acordo com nota da Autoridade Marítima Nacional (AMN), o alerta para a situação foi recebido pelas autoridades às 21h31 de ontem, através do Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Lisboa (MRCC Lisboa).

O alerta dava conta que se encontrava “um veleiro encalhado, tendo sido de imediato ativada para o local uma embarcação e uma mota de água da Estação Salva-vidas da Nazaré e uma viatura do Comando-local da Polícia Marítima da Nazaré”.

No local, as autoridades constataram que no veleiro encalhado permanecia um tripulante de 69 anos de idade e de nacionalidade alemã.

Os elementos da estação salva-vidas constataram que o homem “se encontrava bem fisicamente e sem necessidade de assistência médica, tendo o mesmo sido encaminhado para as instalações da Capitania do Porto da Nazaré”, refere a nota da AMN.

Na altura foram ainda iniciadas operações de remoção do veleiro que acabou, no entanto, por se afundar. “Durante o dia de hoje será elaborado um plano de reflutuação e remoção do veleiro do local”, explica a autoridade marítima.

O Capitão do Porto e Comandante-local da Polícia Marítima da Nazaré coordenou esta ação, em articulação com o Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Lisboa (MRCC Lisboa).

Nesta ação estiveram empenhados quatro elementos da Estação Salva-vidas da Nazaré, apoiados por uma embarcação e uma mota de água, bem como três elementos da Polícia Marítima, apoiados por uma viatura.

O Comando-local da Polícia Marítima da Nazaré tomou conta da ocorrência.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.