Assinar
Alcobaça

Confeitaria “A Lenda” vence prémios de melhor bolo-rei de Portugal

Desde 2019 que a confeitaria do concelho de Alcobaça é distinguida com prémios de melhor bolo rei. O segredo está no fabrico artesanal, explica proprietário do espaço.

Confeitaria A Lenda

Medalha de ouro no bolo-rei tradicional, medalha de ouro no bolo rainha e medalha de prata no bolo escangalhado. A Confeitaria A Lenda, na Benedita, volta a estar entre os espaços com os melhores bolos do 10º Concurso Nacional de Bolo-Rei Tradicional Português, prémios foram atribuídos na última semana.

O segredo, conta Nuno Pina, proprietário do espaço e pasteleiro, está no “fabrico completamente artesanal, tanto na confeção como na matéria-prima” e resulta de vários anos de constante pesquisa e fabrico.

É que Nuno Pina, apesar de só ter o seu espaço aberto há três anos, há mais de 21 que trabalha no sector e conhece os “segredos”, ou não estivéssemos a falar de uma receita que conquista o consumidor. No entanto, para ele não há truques, mas antes muita dedicação.

“Ao longo dos anos, a receita não mudou. O bolo-rei é um bolo tradicional, por isso, não podemos mudar a receita. Podemos sim, ajustar a confeção e a matéria-prima e aqui quanto mais tradicional, melhor. O bolo é feito com fabrico completamente tradicional e há um trabalho constante de pesquisa, de recuar muitos anos e perceber como é que era feito antigamente e procurar reproduzir esses métodos atualmente”, explica.

A “receita” parece ser de sucesso, afinal desde 2019 que a Confeitaria A Lenda é premiada no concurso anual em Santarém: o bolo-rei mereceu medalha de prata em 2019, bronze em 2020 e subiu ao ouro este ano. Já o bolo escangalhado foi eleito no ano passado e agora com medalha de prata, enquanto o bolo rainha entrou diretamente para o ouro na edição de 2021.

Também em 2019, o bolona, a versão mais tradicional, mereceu distinção de bronze no concurso “O Melhor Bolo-Rei de Portugal”, da ACIP – Associação do Comércio e da Indústria de Panificação, Pastelaria e Similares, considerado como a “liga dos campeões” no que toca a campeonatos de bolos-rei.

E os prémios ajudam às vendas? “Sim, esta já é uma altura do ano em que naturalmente há muita procura por este tipo de produtos mas os prémios acabam sempre por trazer mais clientes, alguns que vêm pela primeira vez, ou outros que já são habituais e que querem provar o bolo premiado”, afirma Nuno Pina ao REGIÃO DE LEIRIA, momentos antes de começar o seu trabalho para mais uma noite de confeção.

Dos três, o pasteleiro prefere o bolo-rei, por ser o mais tradicional, “é único”, completa.

Quem também mereceu distinções pelos seus bolos no VIII Concurso ACIP – “O Melhor Bolo-Rei de Portugal”, da ACIP, no último domingo, em Coimbra, foram outras duas pastelarias da Benedita e de Ourém.

O vencedor foi o bolo-rei da pastelaria Moinho Novo – Doçaria Conventual, em Tentúgal, concelho de Montemor-o-Velho, categoria que deixou a Padaria Modelo da Benedita, em Alcobaça, na terceira posição.

Na categoria Inovação, o primeiro lugar foi atribuído à Padaria e Pastelaria Mister Visconde, em Coimbra, com a Pastelaria Vida Nova, em Rio de Couros, concelho de Ourém a ocupar a segunda posição (Prata).

Foto: ACIP

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.