Assinar


Caldas da Rainha

Festival Impulso regressa com música eletrónica, fado e canções em português

O Cassete Pirata marcam, no dia 20 de janeiro, o regresso da programação regular

O segundo semestre de programação do Festival Impulso vai arrancar em janeiro com música eletrónica, fado e canções em português a subir ao palco do Centro Cultural e de Congressos (CCC) das Caldas da Rainha.

Rita Vian e os Cassete Pirata marcam, no dia 20 de janeiro, o regresso da programação regular do Impulso aos palcos da cidade, num formato adotado como alternativa à impossibilidade de realizar a terceira edição do festival devido às medidas de contenção decorrentes da pandemia de Covid-19.

A 18 de fevereiro, o Impulso sugere “uma noite de cruzamentos artísticos em parceria com o Grémio Caldense” e apresenta o Fumo Ninja (Norberto Lobo, Leonor Arnaut, Raquel Pimpão e Ricardo Martins) e a performance audiovisual “ABRUPT”, que junta o colectivo Berru e o artista sonoro Cláudio Oliveira.

Em março será a vez de Marinho e de Manel Cruz e, a 21 de abril, o programa termina com dose tripla: Ana Lua Caiano, Vaiapraia e Odete.

Paralelamente com o Festival Impulso e o Mestrado em Artes do Som e da Imagem, da Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha (ESAD.CR), o Doclisboa apresenta um ciclo de cinema acompanhado por uma série de conversas que abordam as questões e ideias trazidas pelo programa.

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é assinante, entre com a sua conta. Entrar

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.