Assinar
Marinha Grande

Márcio Vieira concretizou em Leiria o sonho de ver o Benfica jogar

É de Vieira de Leiria e há duas décadas um acidente rodoviário mudou-lhe a vida. Vibra com o clube da Luz e concretizou um desejo antigo

Márcio Vieira assistiu ao jogo do Benfica com o Boavista em Leiria

Márcio Vieira tem 43 anos de idade e é um adepto fervoroso do Benfica, equipa que ontem, terça-feira, jogou e venceu a meia-final da Allianz Cup, em futebol, no Estádio Municipal de Leiria.

Márcio é da freguesia que lhe empresta o apelido: Vieira de Leiria. E apesar de incapacitado em consequência de um acidente rodoviário sofrido há duas décadas, pôde acompanhar de perto, literalmente de camarote, a equipa que o faz vibrar. Para além de saborear o gosto da vitória do Benfica, de viver um dia diferente, foi visitado pelo presidente do seu clube: Rui Costa.

Presidente do Benfica ofereceu camisola autografada ao adepto de Vieira de Leiria

A ida ao estádio para assistir à meia-final da Taça da Liga, foi concretizada pela Fundação do Futebol – Liga Portugal. Armando Coimbra, conterrâneo de Márcio, foi o mentor da iniciativa.

Márcio Vieira tinha 24 anos quando sofreu um acidente no automóvel em que seguia e que o conduzia na estrada que liga Marinha Grande a Vieira de Leiria. O acidente, violento, deixou-o com mazelas irreversíveis, imobilizando-lhe o lado esquerdo do corpo.

Já lá vão duas décadas e a vida de Márcio Vieira nunca mais foi a mesma. Reside na freguesia de Vieira de Leiria, com os pais, idosos. Um irmão presta-lhe o apoio possível e a situação de saúde de Márcio mantém-no com mobilidade extremamente condicionada.

Esta situação chamou a atenção de Armando Coimbra. O voluntariado é presença antiga na vida de Armando Coimbra, também ele residente na freguesia de Vieira de Leiria, concelho da Marinha Grande. Esteve ligado a uma associação que prestou apoio às vítimas dos nefastos efeitos dos fogos no Pinhal de Leiria, em 2017.

O trabalho da associação esmoreceu, mas Armando Coimbra adianta que persistiu empenhado no apoio social dentro das suas possibilidades, em vários pontos do país. “O Márcio é uma das pessoas que apoio”, explica.

O amor ao Benfica e as circunstâncias da vida de Márcio levaram Armando Coimbra a ponderar no que poderia fazer para proporcionar um bom momento ao seu conterrâneo. “Vibra tanto pelo Benfica, por que não arranjar maneira de ele ver o jogo? E ocorreu-me que o Benfica vinha jogar a Leiria e pensei: é ótimo porque é mesmo ao pé da porta”, conta.

Os irmãos Carlos Vieira e Márcio Vieira e ainda Armando Coimbra (ao centro) e Nelson Fadigas e Carlos Coelho, elementos dos BV de Vieira de Leiria, corporação que garantiu o transporte ao jogo desta terça-feira

Seguiu-se o contacto com a Associação de Futebol de Leiria e com a Liga de Clubes e foi desenvolvido o programa que proporcionou a ida de Márcio ao estádio e a possibilidade de acompanhar de perto os seus ídolos.

Ontem à noite, o sonho foi concretizado. “A primeira meia-final da Allianz CUP 2021-22, entre as equipas do SL Benfica e do Boavista FC, ficará para sempre registada na memória de Márcio Vieira”, deu conta a Fundação Portugal nas redes sociais.

“Sendo tetraplégico, a Fundação do Futebol adaptou um camarote do Estádio Municipal de Leiria, possibilitando que assistisse ao jogo e concretizando, assim, um dos seus desejos”, reforça a nota da Fundação.

A Fundação sublinhou ainda a relevância desta experiência preparada para este amante do Benfica, incluir a presença do líder do clube encarnado: “o momento ficou ainda marcado pela presença de Rui Costa, presidente do SL Benfica, e pela oferta de uma camisola autografada”.

A Armando Coimbra e à equipa que ajudou Márcio Vieira a cumprir esta jornada única, fica a satisfação de contribuir para a concretização de um sonho com um par de décadas.

Inquérito de satisfação aos leitores

Com este inquérito, o REGIÃO DE LEIRIA tem por objetivo conhecer a opinião dos leitores e melhorar o serviço que presta. Para esse fim, pedimos 5 minutos do seu tempo para responder a um questionário.