Assinar


Alcobaça

GNR detém homem por violência doméstica e posse de armas proibidas

O suspeito infligiu, de forma reiterada, ameaças físicas, sexuais e psicológicas, bem como ameaças de morte contra a sua esposa

Um homem de 53 anos foi detido na terça-feira, em Alcobaça, por violência doméstica sobre a mulher e a filha menor, e por posse de armas ilegais, informou hoje a GNR.

Em comunicado, a GNR divulgou que o suspeito “infligiu, de forma reiterada, ameaças físicas, sexuais e psicológicas, bem como ameaças de morte contra a sua esposa”, de 53 anos, a qual manteve “numa relação de poder e controlo durante 33 anos de casamento, recorrendo a agressões físicas e às ameaças para manter a relação, e sujeitando a vítima a todas as suas vontades, sem capacidade de liberdade ou autodeterminação, impondo-lhe assim um clima de terror”.

O suspeito, que segundo a GNR tem problemas relacionados com o álcool, “ameaçava ainda que, se contrariado, explodia com a residência onde habitavam e com a residência de outros familiares, contígua à sua, mantendo também estes familiares próximos constantemente com medo”. Perante a violência, de que era também vítima a filha de ambos, menor de idade, a mulher, “temendo pela sua vida, fugiu de casa, refugiando-se em casa de familiares”, mas o suspeito, que não aceitou a separação, conseguiu encontrá-la e tentou forçar a entrada na habitação, refere o comunicado da GNR.

Dando cumprimento a um mandado de busca domiciliária e a um mandado de detenção, a GNR deteve o suspeito e apreendeu uma pistola; um revólver; uma pistola de airsoft; uma caçadeira; duas espingardas de CO2; duas armas caça submarina; nove detonadores pirotécnicos; uma granada de morteiro; dois petardos pirotécnicos; 48 munições; 12 cartuchos; duas botijas de CO2; uma caixa de chumbos; um arco; 16 flechas de ponta metálica; cinco punhais, um sabre e várias espécies autóctones e cinegéticas que se encontravam em cativeiro, bem como aves supostamente embalsamadas, incorrendo em coimas que podem ascender aos 3.740 euros.

O detido foi presente ao Tribunal Judicial da Leiria, onde lhe foi aplicada a medida de coação de apresentações periódicas no posto policial na sua área de residência.

Contactos e números de emergência

Associação Mulher Século XXI
Largo Rainha Santa Isabel, Nº1 r/c Dto 2410-165 Leiria
Tel. 244 821 728
Tlm. 964 854 462
Tlm. 910 908 368
email. geral@mulherseculoxxi.com
Centro de Atendimento às Vítimas de Violência Doméstica
244 821 728
Linha de Apoio à Vítima Idosa de Violência Doméstica (chamada gratuita)
800 210 340PUB 

Outros contactos

112 – Número de telefone de emergência único europeu (chamada gratuita)
144 – Linha Nacional de Emergência Social
800 202 148 – Serviço de Informação a Vítimas de Violência Doméstica (CIG – Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género)
116 006 – Linha de Apoio à Vítima (APAV – Apoio à Vítima) (chamada gratuita – Dias úteis das 8 às 22 horas)
SMS – 3060

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.