Assinar


Leiria

PSP interceta quatro jovens por roubo e agressões a militar do Exército em Leiria

Ocorrência foi detetada pelo sistema de videovigilância monitorizado pela polícia.

Foto de Arquivo

Quatro jovens entre os 16 e os 24 anos foram intercetados pela PSP após roubo e agressões a um militar do Exército, de 20 anos, em Leiria, anunciou hoje esta força de segurança.

Em comunicado, o Comando Distrital de Leiria da PSP explicou que, pelas 5 horas, intercetou quatro jovens, “três do sexo masculino e um do sexo feminino”, após “deteção no sistema de videovigilância monitorizado pela PSP que um incidente de contornos violentos ocorria na cidade”.

“Através das câmaras instaladas foi possível circunscrever a área onde os suspeitos se poderiam encontrar, dado que os mesmos dispersaram após o incidente, resultando a sua interceção de um esforço conjunto dos meios policiais no terreno com orientação dos colegas que procediam ao visionamento do sistema de videovigilância”, adiantou a PSP.

Dos suspeitos, alguns dos quais com antecedentes criminais, dois são residentes em Leiria e os outros dois na Área Metropolitana de Lisboa.

A PSP acrescentou que “a vítima foi também localizada, verificando tratar-se de um militar” que tinha “sido vítima de agressões graves e roubo”, encontrando-se hospitalizado.

“Foram ainda recuperados os bens que haviam sido subtraídos”.

À agência Lusa, o comissário André Antunes disse que a vítima é um militar do Exército e que, embora não correndo risco de vida, “sofreu agressões violentas”.

“Está internado e pode vir a ser sujeito a uma intervenção cirúrgica”, esclareceu André Antunes, adiantando que os suspeitos “foram intercetados, identificados e constituídos arguidos”, estando a ser ouvidos hoje à tarde por um magistrado do Ministério Público.

Sobre os arguidos com antecedentes criminais, o comissário esclareceu que é no “âmbito da criminalidade violenta e grave”.

André Antunes destacou ainda a mais-valia do sistema de videovigilância da cidade de Leiria para “efeitos de prevenção e repressão da criminalidade”.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.

Artigos de opinião relacionados