Assinar
SOS Ucrânia

Academia Coral Mezzo canta este domingo com a Europa pela paz na Ucrânia

Às 11 horas (de Portugal Continental), milhares de pessoas, de várias cidades europeias, vão cantar uma peça de Mozart.

A Fonte Luminosa foi o local escolhido para a transmissão do evento em Leiria Fernando Rodrigues

São já milhares de pessoas, de grupos corais de várias cidades da Europa, que responderam ao desafio de cantar pela paz na Ucrânia, lançado pela Associação Família Coral Santiago Apóstol, de Madrid, na plataforma Coros por la Paz.

Num gesto de solidariedade, os coros participantes vão estar a cantar em simultâneo, este domingo, 27, às 11 horas de Portugal Continental, a peça “Dona Nobis Pacem”, de Mozart.

Junto à Fonte Luminosa, em Leiria, vai estar a Academia Coral Mezzo (ACM) acompanhada por um pianista e um violoncelista. O momento dura 15 minutos e tem transmissão em direto no portal de Coros por la Paz.

Jorge Narciso, maestro da ACM, realça que a participação “é o mínimo que podemos fazer”. “A única arma que temos é a música”, sublinha. E para que todos aprendam a peça de Mozart, às 10 horas haverá ensaio na Fonte Luminosa.

Após a atuação da ACM, a maestrina Larissa, do grupo Coralis, de Leiria, irá cantar o hino da Ucrânia e duas peças tradicionais daquele país.

Qualquer pessoa pode juntar a sua voz à iniciativa, em Leiria ou em outros pontos da região. Para tal, deve fazer inscrição aqui. A atividade é destinada a grupos de coro, mas pode participar qualquer pessoa, inclusive sem experiência de canto.

O evento europeu, dinamizado em parceria com Coros Portugal – Associação Portuguesa de Música Coral, surge como réplica do que aconteceu a 5 de março na Praça do Museu Rainha Sofia, em Madrid. Após o lançamento do mesmo repto nas redes sociais da Associação Família Coral Santiago Apóstol, mais de mil pessoas juntaram-se naquela praça para cantar o tema de Mozart.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.

Artigos de opinião relacionados