Assinar
Ambiente

Brigada do Mar recolhe 5 toneladas de lixo em praias da região de Leiria

A ação deste fim de semana insere-se no projeto nacional Panthalassa, que arrancou no início deste ano.

Os voluntários estiveram na Praia de Vieira de Leiria Brigada do Mar

Recolher lixo com dimensões superiores a uma garrafa de 1,5L é o objetivo da mega operação nacional de limpeza, promovida pela Brigada do Mar, que esteve este fim de semana em praias da região de Leiria.

Um grupo de nove voluntários chegou na sexta-feira ao distrito de Leiria pronto para descontaminar a orla costeira, num percurso que une a Praia de São Pedro de Moel, na Marinha Grande, à Figueira da Foz, no distrito de Coimbra.

No sábado, dia 23, recolheram uma tonelada e meia de lixo marinho no areal entre São Pedro de Moel e o Pedrógão. Ontem, domingo, o peso ascendeu às três toneladas e meia no troço entre a Praia do Pedrógão e a Praia da Leirosa, esta já no concelho da Figueira da Foz.

De acordo com o responsável da Brigada do Mar, desde 2018 que a associação realiza duas ações anuais nesta zona costeira e “nota-se muito a diferença”. Simão Acciaioli explica que os valores “são um bom indício porque em 2018 tirava-se três vezes mais” lixo do que o agora recolhido.

Apesar disso, o responsável admite que esta quantidade de lixo é ainda muito elevada e aponta a origem: “A maior parte tem a ver com atividades piscatórias, muito lixo percebe-se que foram danos colaterais, mas, infelizmente, como em qualquer comunidade, há sempre pessoas que não percebem o que devem proteger”, afirma.

Mas estes não são os únicos resíduos que os voluntários têm encontrado nestas praias. Há também lixo “estrangeiro”, proveniente do Canadá ou dos Estados Unidos e ainda lixo doméstico trazido pelos rios ou por ETARs, que ainda não têm capacidade de filtrar alguns resíduos despejados pelas sanitas, como cotonetes.

Os nove voluntários da Brigada do Mar realizam as limpezas de praia com apoio de três Moto 4 e três atrelados e esta segunda-feira, dia 25, terminam o percurso entre a Praia da Leirosa e a Figueira da Foz.

A ação deste fim de semana insere-se no projeto Panthalassa, que arrancou no início deste ano e se estende ao longo de 350 quilómetros da orla costeira de Portugal Continental, durante 18 meses.

“O nós pretendemos é retirar tudo o que tenha grande volumetria para libertar a duna deste lixo, porque onde ele estiver não cresce lá nada”, adianta Simão Acciaioli.

Por conta da pandemia, as ações inseridas no Panthalassa são realizadas apenas por voluntários da associação, mas o responsável espera que possam regressar em breve iniciativas abertas ao público.

Praia da Polvoeira alvo de limpeza pela One Piece After Another

Esferovite, garrafas de plástico e material proveniente de atividades piscatórias representam a maioria dos resíduos recolhidos ontem, domingo, por 34 voluntários em mais uma ação da One Piece After Another.

Os voluntários recolheram 140 quilos de lixo Foto: One Piece After Another

A limpeza do areal da Praia da Polvoeira, no concelho de Alcobaça, arrancou às 15 horas e ao longo de toda a tarde foram removidos 140 quilos de lixo.

A iniciativa teve ainda um cariz solidário com a angariação de 55 quilos de ração e 35 quilos de areia para gatos, bem como alguns detergentes que serão entregues à Associação Protectora de Animais da Marinha Grande (APAMG).

A ação da One Piece After Another integrou o projeto “Oceano é a nossa Terra”, desenvolvido a nível nacional com o apoio da Fundação Oceano Azul.

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é assinante, entre com a sua conta. Entrar