Assinar
Sociedade

David Carreira e Calema na Feira Agrícola, Industrial e de Artesanato de Alvaiázere

O presidente da Câmara, João Guerreiro, espera uma enchente nesta 40ª edição do evento.

David Carreira atua no dia 9

A Feira Agrícola, Florestal, Industrial, Pecuária e de Artesanato (FAFIPA) de Alvaiázere regressa de 9 a 13 de junho, para a 40ª edição, e conta com atuações de David Carreira, Calema, Quinta do Bill e Chef Duro & Seus Adversários.

O presidente da Câmara, João Guerreiro, espera uma enchente: “Vamos ter um programa muito atrativo e os alvaiazerenses têm manifestado desejo pelo regresso da FAFIPA. E, quer a nível regional, como nacional, espero que o programa consiga atrair vários milhares de pessoas. É a nossa expectativa”, disse à agência Lusa.

Esperando que a 40ª edição do certame, após dois anos de interregno devido à pandemia de covid-19, seja “um marco importante”, João Guerreiro salientou que “esta é uma mostra do que o concelho tem de melhor”.

“É uma mostra daquilo que foi a evolução social e económica do concelho, e esperamos retomá-la de uma forma que seja, acima de tudo, frutífera”, declarou.

Segundo o autarca, o certame, que vai decorrer na vila de Alvaiázere, no distrito de Leiria, tem como um dos objetivos debater sobre a “estratégia de desenvolvimento para o território e as empresas”.

“Vamos tentar dar um cunho mais atual à feira e debater temas como o ambiente, a sustentabilidade, a transição digital”, exemplificou.

Concertos, espetáculos, mercado de produtos regionais, bênção de cavalos e cavaleiros, animação de rua, passeio equestre, marchas populares, torneio internacional de futebol, jogos tradicionais, tasquinhas, cicloturismo, tourada e ‘workshops’ estão entre as atividades previstas no decurso da FAFIPA.

David Carreira (dia 9 de junho), Calema (10), Quinta do Bill (11) e Chef Duro & Seus Adversários (12) são os cabeças-de-cartaz.

Já no dia 13 de junho, último dia do certame e feriado municipal, está prevista uma sessão solene, com homenagem a pessoas do concelho que se distinguiram em diversas áreas.

A edição de 2022 da Feira Agrícola, Florestal, Industrial, Pecuária e de Artesanato, com entrada livre, não vai integrar o tradicional Festival do Chícharo, que volta a ser um evento autónomo, em outubro.

“Este ano vamos, novamente, separar os dois eventos e teremos dois focos de atração, um mais focado para o tecido económico que é a FAFIPA, e outro mais virado para a cultura e gastronomia, o Festival do Chícharo”, precisou João Guerreiro.

Com Lusa

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.