Assinar
Alcobaça

Monjas trapistas cistercienses presentes na Mostra de Doces

Em novembro, a Mostra Internacional de Doces & Licores Conventuais de Alcobaça volta ao interior do Mosteiro.

fotografia da vereadora de Alcobaça Inês Silva com as monjas trapistas

Está prevista apenas para 17 de novembro, mas a Câmara de Alcobaça já está a trabalhar na 22ª edição da Mostra Internacional de Doces & Licores Conventuais. Uma comitiva da autarquia, liderada pela vice-presidente Inês Silva, visitou uma comunidade de 10 monjas trapistas cistercienses que residem na hospedaria da futura Igreja Abacial do Mosteiro de Santa Maria Mãe da Igreja, em Palaçoulo, Miranda do Douro, e formulou o convite para que estas religiosas, oriundas de Itália, marquem presença no evento de Alcobaça.

“Tendo em conta a enorme herança cisterciense do concelho, convidámo-las para participar na edição deste ano da Mostra Internacional de Doces & Licores Conventuais, convite esse que foi aceite o que nos levou a sentir uma enorme alegria”, salientou Inês Silva.

Aquela comunidade cisterciense está a construir um novo mosteiro naquele local, tendo a primeira pedra sido lançada na semana passada. As monjas apresentam-se como pertencentes à Ordem Cisterciense da Estrita Observância, que tem as suas raízes no Novo Mosteiro de Citêaux, fundado por 21 monges beneditinos, em 1098.

Após dois anos em formato itinerante, a Mostra Internacional de Doces & Licores Conventuais de Alcobaça volta ao interior do Mosteiro, prometendo atrair milhares de visitantes à cidade.

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é assinante, entre com a sua conta. Entrar

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.

Artigos de opinião relacionados