Assinar
Sociedade Exclusivo

Pedro Biscaia: “Escola perdeu a capacidade de suscitar curiosidade”

Ainda está a habituar-se à ideia de poder “tatear os dias”. Reformou-se a 1 de maio, deixando para trás um percurso no ensino que se fez de muitas lutas, nem todas ganhas. Nesta entrevista, faz um diagnóstico ao que se está a passar nas escolas.

foto de Pedro Biscaia numa das pontes sobre o rio Lis no parque do avião
Joaquim Dâmaso

Esteve 42 anos no ensino, 17 dos quais  na direção da Escola Secundária Afonso Lopes Vieira (ESALV). Que diferenças encontra entre a escola que conheceu na altura, quando assumiu a direção, e aquela que deixou agora quando se reformou?
Uma das questões conseguida foi vencermos o preconceito de que era uma escola periférica, problemática, pouco atrativa. Em relação aos alunos, hoje, são mais diversificados. Do ponto de vista dos professores, é claramente uma escola muito mais envelhecida.

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Artigos relacionados

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.

Artigos de opinião relacionados