Assinar
Marinha Grande

Duas praias da Marinha Grande com postos de primeiros socorros esta época balnear

Os dois postos funcionam todos os dias até 11 de setembro, entre as 10 e as 20 horas.

As praias de São Pedro de Moel e da Vieira, no concelho da Marinha Grande, têm esta época balnear, pela primeira vez, postos de primeiros socorros.

Os dois postos de primeiros socorros estão a funcionar desde terça-feira e vão estar abertos até 11 de setembro, todos os dias, incluindo feriados e fins de semana, das 10 às 20 horas, com um socorrista e um enfermeiro, munidos de material e equipamento, incluindo desfibrilhadores automáticos externos.

“Esta iniciativa enquadra-se na estratégia de saúde do município, que tem como principal objetivo a prevenção da doença e a promoção da saúde”, declarou à agência Lusa a vereadora Ana Laura Baridó, destacando que “são duas praias que têm uma afluência muito grande de veraneantes nesta altura”.

A responsável realçou ainda a importância de “proteger as pessoas, não só daquilo que são os acidentes relacionados com a praia”, mas também relacionados com o facto de estarem naquelas localidades a desenvolver outras atividades.

Admitindo que esta é uma iniciativa para repetir nas próximas épocas balneares, Ana Laura Baridó considera ser “um fator extremamente importante” do ponto de vista da saúde, “não só dos munícipes, mas das pessoas que visitam as praias, em termos de segurança e de qualidade de atendimento”.

“Com a atribuição da Bandeira Azul – Vieira, infelizmente, não teve, mas o que esperamos é que no próximo ano consigamos que venha a ter – essa também é uma condição presente até na legislação”, adiantou.

Para a vereadora, faz todo o sentido a criação dos postos de primeiros socorros, para “atender às necessidades de saúde da população nesta época” e cumprir o que “está previsto, que é as praias que têm Bandeira Azul estarem dotadas deste meio”.

Com a instalação dos postos de primeiros socorros vai ainda ser possível ter dados sobre os acidentes que ocorrem nas praias, para que a intervenção tenha mais em conta “os valores reais da problemática”, referiu.

“Este é um aspeto muito importante em termos de planeamento e de estratégia”, acrescentou Ana Laura Baridó.

Nas zonas balneares, a Bandeira Azul é um símbolo de qualidade ambiental atribuído anualmente a praias fluviais e costeiras que se candidatem ao galardão e que cumpram um conjunto de critérios na informação e educação ambiental, qualidade da água, gestão ambiental e equipamentos, e segurança e serviços.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.