Assinar
Desporto

Portomosense Gabriel Cunha é porta-estandarte da Equipa Portugal na abertura do FOJE

Região de Leiria está representada por três atletas masculinos: Gabriel Cunha, Denis Hrabar e Nuno Cordeiro.

A cerimónia de abertura do Festival Olímpico da Juventude Europeia (FOJE), que se realiza hoje, domingo, em Banská Bystrica, na Eslováquia, a partir das 19h30 (mais uma hora do que em Portugal), conta com 16 atletas nacionais, três deles da região.

O mais novo, Gabriel Cunha, que é também o atleta masculino mais novo da comitiva nacional, será um dos porta-estandartes da Equipa de Portugal.

O atleta, do GD Pedreiras (Porto de Mós) participará na prova de salto em comprimento, no dia 28, pelas 19h15 (18h15 em Portugal).

A equipa Portugal vai percorrer a pista do estádio conduzida por Gabriel Cunha e Fábia Conceição, a porta-estandarte feminina, que vai competir em judo.

Além do representante de Porto de Mós, há mais dois atletas da região de Leiria em prova: Denis Hrabar, da Juventude Vidigalense, que irá participar no decatlo, nos dias 26 (com início às 9h40, hora local, mais uma hora do que em Portugal) e 27; e Nuno Cordeiro, também da Juventude Vidigalense, nos 800 metros. A prova de qualificação está agendada para terça-feira, dia 26, pelas 10h40 (9h40 em Portugal). A final acontece no dia 29.

O técnico leiriense Tomé Agostinho também integra a comitiva em representação da equipa portuguesa de atletismo.

A Cerimónia de Abertura do FOJE Banská Bystrica e algumas competições, que decorrem de 25 a 30 de julho, podem ser acompanhadas através do link https://eoctv.org/live/.

(Atualização às 20 horas do dia 24 de julho: A atleta Raquel Brás (Judo) foi substituída por Fábia Conceição (Judo) enquanto porta-estandarte da Equipa Portugal na Cerimónia de Abertura do Festival Olímpico da Juventude Europeia Banská Bystrica 2022, devido a lesão).

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.