Assinar
RL+65

Óbidos aposta em projeto para localizar idosos a necessitar de socorro

Projeto irá monitorizar, numa primeira fase, 150 idosos em tempo real através de um sistema de georreferenciação.

Ajudar a localizar idosos que necessitam de socorro através da implementação de um sistema de monitorização em tempo real é um dos objetivos do projeto que o município de Óbidos pretende lançar em parceria com a Hope Care, empresa tecnológica de telessaúde.

“Muitas vezes, num território com uma demografia invertida como aquela que caracteriza o nosso concelho, verifica-se algum isolamento da população”, explicou o presidente da Câmara, Filipe Daniel, na passada semana, por ocasião da abertura do Festival Óbidos +Ativo.

O autarca lembra, em comunicado, que “há situações como quedas ou outras, que podem colocar as pessoas em situações de verdadeiro perigo, caso não sejam sinalizadas”, justificando a intenção da autarquia avançar com um projeto que, através da tecnologia, permita reforçar o apoio de proximidade à população idosa em matéria de saúde.

Numa primeira fase, o projeto vai monitorizar, em tempo real, 150 idosos, “que estarão também georreferenciados, para que seja possível, em caso de necessidade, um socorro rápido e atempado”, acrescenta Filipe Daniel.

O projeto pretende ainda, noutra vertente, monitorizar 500 jovens para perceber quais são os seus hábitos relativos à atividade física.

“Ao fim de quatro, cinco anos, a ideia é termos indicadores que nos permitam perceber se estamos no bom caminho, ou se há algo mais que possamos fazer” para fomentar a saúde e o bem-estar de toda a comunidade, salienta.

Depois destes grupos, o município quer avançar com um projeto-piloto junto de toda a população do concelho.

Os dois parceiros – Câmara e empresa Hope Care – estão também a desenvolver o programa “Do Passo ao Abraço”, através do qual pessoas idosas com patologias oncológicas são telemonitorizadas e cumprem um programa de atividade física baseado em evidências científicas.

O programa visa “melhorar a qualidade de vida dos participantes através de um acompanhamento digital na prática de atividade física”, assim como “promover o conhecimento sobre os benefícios da atividade física, incentivar a adesão aos autocuidados e reduzir o isolamento social, fomentando a interação e conexão social entre os participantes”.

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Artigos relacionados

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.