Cláudio de Jesus, engenheiro do ambiente. claudiojesus2012@gmail.com

Caros leitores, é com muita satisfação que retomo as minhas crónicas neste excelente órgão de comunicação social que dá pelo nome de Região de Leiria.

Mais de 2 anos após a última crónica, muita coisa mudou. No mundo em geral e no mundo árabe em particular. Muitos dos regimes que vigoravam cederam o lugar a outros mais plurais.

Em Portugal, o Governo passou a ser de centro-direita e, na actual conjuntura socioeconómica, vamos ser obrigados a mudar de vida. Teremos de ser capazes de nos adaptar a padrões mais exigentes, o que nos obrigará a melhorar o nosso desempenho enquanto sociedade.

Leiria também mudou. O concelho é hoje gerido por um executivo de maioria socialista, situação que acontece pela primeira vez desde que foi instaurado o regime democrático pós-25 de Abril em Portugal.

Escolhi para designação desta coluna “Quilómetro 130”. Não foi por acaso. Pretende significar a distância aproximada de Lisboa a Leiria. Significa para mim o número da placa quando saio na A1 ao voltar para casa. Sim, porque embora por motivos profissionais resida actualmente em Lisboa, Leiria é e será sempre a minha casa.

Os 130 km que separam Lisboa e Leiria podem considerar-se uma distância curta a que nos encontramos da capital do país. Mas muito longa quando precisamos de aceder a centros de decisão. Mas isso será tema para outras crónicas.

(texto publicado na edição em papel de 28 de Outubro de 2011)