descarbonização

Miguel Miranda: “Não temos capacidade de evacuar uma cidade perante um fenómeno extremo”

Inundações rápidas, ondas de calor, furacões, secas e outros fenómenos extremos vão passar a ser mais frequentes, na sequência do aquecimento global. O presidente do Instituto Português do Mar e da Atmosfera explica o que está a acontecer ao clima, numa entrevista realizada por ocasião do World News Day dedicado à crise climática.

Pergunta da semana

Governo devia implementar um plano de racionamento de água em todo o país?

Responder agora

Subscreva!

Newsletters RL

Saber mais

Ao subscrever está a indicar que leu e compreendeu a nossa Política de Privacidade e Termos de uso.